Homepage

  • Obama o Presidente do Oceano
    09 janeiro 2017
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Tudo somado, o presidente Obama aumentou a quantidade de zonas marítimas protegidas em torno dos EUA em quatro vezes
  • No inicio do ano, o The Atlantic (um dos mais conceituados serviços de informação dos EUA) nomeou o presidente Barack Obama como "o presidente do oceano" , não apenas porque passou a maior parte da sua juventude a fazer bodysurf no Havaí (mais propriamente em Sandy Beach), mas também porque durante todo o seu tempo na Casa Branca, Obama tem protegido mais terra e mar do que qualquer outro presidente na história dos EUA. 

    De acordo com o artigo, durante muitos de seus discursos como POTUS (President of the United States), Obama deixou claro que a conservação dos oceanos não seria tomada de ânimo leve. "Embora sejam os contornos dos nossos oceanos que moldam a nossa linha costeira, é o que decidimos e fazemos agora que moldará o futuro de nossos oceanos", disse certa vez. "Passei a minha infância naquelas praias, olhando para o oceano sem fim, e sentia-me pequeno face a sua imensidão. Sei que, na eventualidade de uma disputa entre nós e os oceanos, os oceanos vão ganhar de uma forma ou de outra. Então nós que temos que nos adaptar, não o contrário." 

    A peça passa a listar muitos dos passos que ele levou para a preservação do oceano. Em 2014, A decisão do Presidente Barack Obama multiplicou por seis a extensão da área associada ao Monumento Nacional Marinho das Ilhas Remota do Pacífico, um dos ambientes tropicais marinhos mais imaculados do planeta, que o antigo Presidente George W. Bush tinha declarado monumento nacional em 2009.. Obama também quadruplicou o tamanho do Monumento Nacional Marinho Papahānaumokuākea no Havaí, que é o lar de milhares de espécies marinhas e actualmente tem o dobro do tamanho do Texas (que é só um dos maiores estados norte-americanos). 

    Em setembro de 2016, o presidente Obama montou o primeiro monumento marinho na costa de Cape Cod, que protegerá os cachalotes e os velhos corais que existem nas redondezas. Um mês depois, persuadiu o governo chinês a juntar-se aos EUA e 23 governos adicionais no estabelecimento da maior área protegida marinha do mundo na Antártica. Mais recentemente, ele e sua administração estabeleceram uma proibição por tempo indefinido de perfuração de petróleo em partes do Oceano Atlântico e Ártico e estabeleceram uma Ordem Executiva proibindo a pesca de arrasto pelo fundo, e parcialmente proibindo a exploração de petróleo e gás na costa oeste do Alasca. 

    Tudo somado, o presidente Obama aumentou a quantidade de zonas marítimas protegidas em torno dos EUA em quatro vezes, o que é uma notícia positiva para quem vive perto do oceano, navega no oceano ou consome produtos que vêm do oceano. Numa época em que as mudanças climatéricas e outros factores estão a fazer com que nossos oceanos aqueçam e se acidifiquem, esses tipos de resultados provam que nunca, foi mais importante apoiar figuras políticas e decisores políticos a favor da promoção da saúde dos oceanos que dos quais dependemos como seres humanos.

    Foto - Alex Brandon / AP

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Barack Obama
  • potus
  • Oceano
  • Preservação
  • EUA
  • portugal
pub
similar News
similar
outubro 22
Surfista preso em zona de falésia é resgatado em Aljezur
outubro 22
Bernardo Jerónimo avança mais uma ronda no Frontón King 2020
outubro 22
Bom Petisco Cascais Pro alimentado a 60% com energia solar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 21
Primeira ondulação grande da temporada deverá entrar na Nazaré a partir de domingo
outubro 21
Circuito Regional da Madeira SUP Race arrancou em grande estilo
pub