Homepage

  • O melhor do Caparica Pro segundo Kikas e Carol Henrique
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • O Allianz Caparica Pro, segunda etapa da Liga MOCHE 2016, terminou no passado fim-de-semana e foi uma prova marcante para os seus dois vencedores.
  • O Allianz Caparica Pro, segunda etapa da Liga MOCHE 2016, terminou no passado fim-de-semana e foi uma prova marcante para os seus dois vencedores.

    Frederico Morais e Carol Henrique triunfam no Caparica Pro (com vídeo)
     
    Por um lado, Frederico Morais, campeão em título da Liga, depois de ter falhado a primeira prova, entrou em 2016 com uma vitória, mostrando claramente à concorrência as suas intenções para o resto do ano. Por outro, Carol Henrique, depois de vários campeonatos, estreou-se a vencer na Liga, mostrando aquilo que já se podia antever: quer ser campeã nacional.
     
    Mas o caminho para a vitória faz-se com muita atenção aos adversários, a como os juízes estão a pontuar e ao que é preciso fazer para conseguir as melhores notas possíveis. É por isto que, convidados a responder a algumas questões sobre os melhores momentos do campeonato, Frederico e Carol não hesitam nas respostas e conseguem analisar os três dias de Allianz Caparica Pro.
     
    Desde o início que sabia que podia ganhar o campeonato, mas nos primeiros heats estava a sentir-me um pouco preso por causa do frio, ao qual ainda não estava habituado depois de três meses na Austrália” explica Frederico, confessando que só nos quartos-de-final sentiu que estava adaptado às condições do mar português: “Diria que foi no heat contra o Vasco Ribeiro que voltei a sentir-me com o “surf no pé”. Ia ser um heat decisivo porque o Vasco tem um surf incrível e um talento natural inacreditável. Tinha de dar o meu melhor e foi isso que fiz, resultou”.
     
    Aliás, sobre os melhores heats que viu no Allianz Caparica Pro, Frederico destaca precisamente... Vasco Ribeiro. “Apesar de não ter nenhum heat a apontar como tendo sido o melhor do campeonato, vi bons heats do Vasco. Fez boas pontuações logo desde início e, como sempre, mostrou muito bom surf” afirma o campeão do Allianz Caparica Pro.
     
    E a surpresa do campeonato? “O Filipe Jervis com aquela onda nos últimos minutos que virou o heat dos quartos-de-final contra o Tiago Pires. Não que o Filipe seja uma surpresa, porque todos sabemos o surf que o Filipe tem e as manobras que é capaz de fazer, mas acho que foi o heat que causou mais espanto” aponta Frederico.
     
    Carol Henrique também consegue identificar o momento em que sentiu que as coisas lhe podiam correr de feição. “Foi nas meias-finais de quatro surfistas (ronda de oito). Quando somos quatro dentro de água, é mais difícil encontrar as melhores ondas e eu fiquei oito minutos à espera. Tive de ir à procura do resultado e sinto que foi ali que mostrei que queria ganhar” explica a surfista.
     
    Curiosamente, é na competição masculina que a vencedora do Allianz Caparica Pro escolhe o melhor heat dos três dias de competição. “O heat do meu irmão [NDR: Pedro Henrique] contra o Filipe Jervis, o Gony Zubizarreta e o João Félix. Foi uma bateria muito disputada [NDR: Filipe e Pedro terminaram a bateria com a pontuação total igualada, 12.55, acabando por ser Filipe a avançar para a próxima fase por ter a melhor onda. Gony ganhou o heat]”.
     
    Quanto à maior surpresa na competição feminina, Carol aponta a sua colega de treino Mariana Garcia [NDR: 5ª classificada]: “A cada novo campeonato, a Mariana começa a ganhar heats em primeiro lugar e a fazer boas pontuações. Ela está a mostrar que está com o surf no pé e a evoluir”.
     
    Os melhores surfistas nacionais, incluindo Frederico Morais e Carol Henrique, voltam a competir na próxima etapa da Liga MOCHE, no Porto, entre os dias 13 e 15 de Maio.
     
    Resultados finais da prova:
    Final masculina: Frederico Morais, 16.90 vs Gony Zubizarreta, 11.90 ;
    Final feminina: Carol Henrique, 10.75 vs Teresa Bonvalot, 7.35 ;
    Líderes da Allianz Triple Crown: Gony Zubizarreta e Camilla Kemp/Carol Henrique;
    Ramirez Júnior Award (sub18 masculino): João Moreira;
    Renault Expression Session: Leon Glatzer;
    Almada Best Surfer: Lourenço Alves e Beatriz Santos.

     

Tags
  • Allianz Caparica Pro
  • frederico morais
  • Carol Henrique
  • Surf
  • Moche
  • liga moche
  • Costa de Caparica
similar News
similar
janeiro 22
Encerrado acesso às praias da Arrábida e à zona ribeirinha de Setúbal
janeiro 23
COI nega 'categoricamente' cenário de cancelamento de Tóquio'2020
janeiro 20
Município de Ovar determina encerramento das praias
janeiro 21
Requerido TUPEM para instalação de um cabo submarino de telecomunicações de Almada à Madeira
janeiro 21
Carcaça de baleia de 70 toneladas removida perto de Nápoles
janeiro 22
The Keg, a nova prancha de Wade Carmichael já chegou a Portugal
janeiro 22
Fim de semana vai ser cinzento e com chuva