Homepage

  • Um perfume à Rosmaninho surpreendeu na Caparica!
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • O bodyboarder da Póvoa do Varzim venceu a final frente a Manuel Centeno, Hélio “Laranja” Conde e Pedro Fernandes, segundo, terceiro e quarto classificados, respetivamente.
  • Ricardo Rosmaninho foi o vencedor surpresa no dia de todas as decisões na 2ª etapa do Circuito Nacional de Bodyboard, naquele que é o quarto dia de Caparica Primavera Surf Fest.

    O bodyboarder da Póvoa do Varzim venceu a final frente a Manuel Centeno, Hélio “Laranja” Conde e Pedro Fernandes, segundo, terceiro e quarto classificados, respetivamente.

    Pedro Fernandes protagonizou, aliás, outra das surpresas da etapa, ao relegar o campeão nacional e homem da casa, Hugo Pinheiro, para terceiro lugar da segunda meia-final e, consequentemente, para fora da competição.

    Em paralelo, na primeira meia-final, o vencedor na etapa inaugural da Figueira da Foz, Simão Monteiro, teve a mesma sorte de Hugo Pinheiro e não conseguiu somar mais pontos na campanha do título.

    Quem beneficiou deste resultado acabou por ser Manuel Centeno, que soma este segundo lugar ao quarto posto obtido na Figueira e deverá ser catapultado para a liderança do Nacional.

    Ricardo Rosmaninho congratulou-se com a vitória que, afirma, o relança no campeonato:

    “Fui 17º na Figueira, pelo que este primeiro lugar aqui na Caparica é excelente. Estamos no início do circuito e ainda posso descartar o resultado da Figueira. No geral, estou muito satisfeito.”

    Joana Schenker bicampeã da Caparica

    Entretanto, se a competição masculina foi repleta de surpresas, no feminino Joana Schenker não trouxe rosmaninhal mas antes as características Estevas de Sagres. À concorrência e replicou a vitória de 2015, deixando Ana Adão, Marta Leitão e a estreante Madalena Valério nos lugares subsequentes.

    “O objectivo foi cumprido e foi muito bom vir aqui repetir a vitória do ano passado. A Caparica não desiludiu, as condições foram difíceis mas houve boas ondas e a organização está de parabéns pela forma como abraçou o bodyboard neste festival”, sintetizou a bodyboarder de Sagres, bicampeã nacional.

    Uma palavra para a carcavelense Madalena Valério, que se estreou num pódio do Nacional, relegando nomes mais sonantes como, por exemplo, o de Teresa Almeida. A campeã mundial ISA de 2014 não se encontrou com as difíceis condições da Caparica e cedeu nas meias-finais.

    “Batata” chegou viu e venceu

    No Dropknee, o carismático Nuno Leitão, mais conhecido como “Batata”, saiu vencedor de uma final bem disputada com Hélio Conde, David Rafachinho e Tiago Pimentão, que preencheram por essa ordem o pódio.

    “Não vinha aqui a pensar em vencer, mas mais para conviver com os meus amigos e usufruir deste ambiente do Nacional. Mas agora que venci, tenho incentivo para competir nas outras etapas do circuito e até fazer a competição open em Peniche e na Ericeira”, confessou Nuno Leitão, experiente atleta de Carcavelos, de 38 anos.

    Referência também para Hélio Conde, que conseguiu um excelente segundo lugar tendo em conta que o dropknee não é a sua especialidade, e para David Rafachinho, o local da Caparica que também não esteve na Figueira da Foz mas teve excelente prestação a jogar em “casa”.

    “Tow out” deu espectáculo

    Além do espectáulo da competição, o bodyboard também deslumbrou no “tow out”, com Hugo Pinheiro, Dino Carmo, Steph Kokorelis, Manuel Centeno e Simão Monteiro a serem rebocados por Edmundo Veiga para saltos incríveis que arrancaram muitas exclamações do público na praia.

    O “tow out” é uma variante de bodyboard que Hugo Pinheiro trouxe da Austrália há alguns anos e tem vindo a implementar com sucesso no nosso país. Não existe numa vertente competitiva organizada mas proporciona um bom treino de manobras aéreas e, é claro, grandes imagens.

    DC Street sessions adiado pela chuva

    O evento de skate do Caparica Primavera Surf Fest, o DC Street Sessions foi adiado para sexta-feira, 25, devido à chuva que se fez sentir intermitentemente ao longo do dia.

    Uma nota menos positiva que, ainda assim, não arrefeceu o entusiasmo dos skaters presentes ao longo de todo o festival e que têm usufruído todos os dias do excelente mini skate park que a DC instalou para o evento.

Tags
  • bodyboard
  • skate
  • costa da caparica
  • Caparica Primavera Surf Fest
  • Hugo Pinheiro
  • Tow out
  • Jet Ski
  • motas água
  • Costa de Caparica
  • Praia do Paraíso
  • Ricardo Rosmaninho
  • Hélio Conde
  • Joana Schenker
  • David Rafachinho
  • Dropknee
  • Dino Carmo
  • Simão Monteiro
  • Nuno Leitão
  • Batata
pub
similar News
similar
outubro 17
No Corvo haverá um apagão para salvar as aves marinhas
outubro 17
Inscrições abertas para a 2ª etapa do Circuito de Bodyboard do Ericeira Surf Clube
outubro 17
Patrick Costa conquista Tricks4Five em Portimão
outubro 16
Balanço positivo da 1ª edição do curso 'A Animação Turística no Surf'
outubro 16
Sari Ohhara sagra-se campeã do mundo de bodyboard
outubro 14
Joana Schenker avança para os quartos-de-final do Frontón
outubro 14
MEO promove sustentabilidade e proteção ambiental entre o mundo do surf