Homepage

  • Surfistas alertam para perigos de redes e âncoras na praia
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • Está na hora de colocar um fim à prática de colocação de redes de pesca e âncoras junto à praia!
  • As âncoras e redes lançadas por pescadores na Praia da Barra, em Ílhavo, põem em perigo surfistas ou banhistas que aproveitem as temperaturas amenas para banhos no mar, alertou ontem o Movimento “Não Lixes…”.

    O representante do movimento, que é também professor de surf, denunciou ao Diário de Aveiro que, durante a manhã deste sábado, “foram detectadas por alguns surfistas várias redes e âncoras em zonas interditas à sua colocação, pela proximidade da praia”. “Esta situação é de elevado perigo para a integridade física de qualquer pessoa que frequente a praia, pode inclusive ser causa de morte”, considera Fernando Jorge Paiva, sublinhando que o movimento que dinamiza não está contra os pescadores. “O que pretende é que sejam respeitadas as zonas legais para colocação deste tipo de redes e que seja sempre salvaguardada a segurança de todos os frequentadores da praia”, ressalva.

    Está na hora de colocar um fim à prática de colocação de redes de pesca e âncoras junto à praia. A situação representa um risco extremo para a integridade física de crianças e adultos que usufruem da praia durante todo o ano.

    Fotos na Praia da Barra, sábado, dia 12 de Março de 2016.

Tags
  • Pescadores
  • surfistas
  • Praia da Barra
  • Aveiro
  • ilhavo
  • surf
  • redes
  • ancoras
  • pesca
  • âncoras
pub
similar News
similar
março 31
Kelly Slater aproveita isolamento para cantar (Vídeo)
março 31
Campeão mundial espanhol de surf adaptado está infetado com coronavírus
março 31
Em quarentena, campeã olímpica treina em piscina insuflável (Vídeo)
março 31
Escola de Surf da Figueira contorna quarentena com aulas online
março 30
Erupção do vulcão Merapi lança cinzas a 5 mil metros de altura
março 31
ISA World Surfing Games adiados por tempo indeterminado
março 31
Multas para surfistas chegaram a J-Bay