Homepage

  • Rota Vicentina ganha primeira certificação do Oeste Europeu
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • A Rota Vicentina acaba de conquistar a certificação Europeia 'Leading Quality Trails – Best of Europe'
  • A Rota Vicentina acaba de conquistar a certificação Europeia “Leading Quality Trails – Best of Europe”, atribuída pela ERA (European Ramblers Association), a entidade máxima a nível europeu na organização do sector dos percursos pedestres.

    Este selo de qualidade foi inspirado no selo alemão Wanderbares Deutchland Qualitaetsweg, que há muitos anos certifica e reconhece a qualidade de uma importante rede de trilhos na Alemanha.

    “Trata-se de uma certificação bastante exigente, que verifica diversos factores, incluindo a qualidade e natureza do piso, beleza da paisagem, segurança, acesso a oferta turística, informação prestada aos caminhantes, qualidade da marcação do percurso, entre muitos outros”, explica a Associação para a Promoção do Turismo de Natureza na Costa Alentejana e Vicentina em comunicado.

    A vistoria obrigou à rectificação de alguns detalhes técnicos mas, no essencial, a Rota Vicentina passou no teste com distinção e uma pontuação bastante acima do mínimo exigido.

    “Este é um passo fundamental da afirmação internacional da Costa Alentejana e Vicentina como destino de caminhadas e de turismo de natureza. Com esta aposta, a Associação Rota Vicentina espera ganhar ainda mais a confiança do público internacional mais exigente, e a consequente maior notoriedade junto de potenciais novos caminhantes”, continua a entidade.

    Com esta certificação, sobe para 12 o número de rotas com este selo, de países como a Dinamarca, Alemanha, Áustria, Luxemburgo e Grécia. Uma brochura com as 12 rotas europeia já certificadas será lançada durante a ITB, em Berlim, Alemanha. “Trata-se assim de uma estreia em toda a Europa ocidental, o que se revela uma enorme vantagem competitiva”, explica a associação.

    A Rota Vicentina é uma rede de percursos pedestres ao longo da costa sudoeste de Portugal, que soma hoje cerca de 400 km sinalizados para caminhar entre Santiago do Cacém e o Cabo de S. Vicente. Inaugurada em 2012, esta rota foi desenvolvida em parceria entre entidades públicas e empresários locais, que defendem o Turismo de Natureza como via de desenvolvimento incontornável para esta região tão especial.

    Formada pelo Caminho Histórico, Trilho dos Pescadores e pelos novos Percursos Circulares, lançados em viva autêntica do interior e a costa surpreendentemente selvagem do Parque Natural do Sw Alentejano e Costa Vicentina, que merecem toda a nossa atenção, para que assim se possam preservar por muitos anos.2015, a Rota Vicentina propõe uma vivência única destes dois mundos: entre a cultura rural viva autêntica do interior e a costa surpreendentemente selvagem do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

    Recorde como a Rota Vicentina ajuda a economia local do litoral alentejano.

    Fonte: GreenSavers

    Para confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

     

Tags
  • Costa Vicentina
  • Oeste
  • Oeste Europeu
  • Sudoeste Alentejano
  • SW Alentejano
  • Alentejo
  • Wanderbares Deutchland Qualitaetsweg
  • European Ramblers Association
  • Rota Vicentina
  • Rota Natureza
  • Caminho Histórico
  • Trilho dos Pescadores
  • Percursos Circulares
  • Turismo Sustentável
  • Turismo
  • Natureza
  • Portugal
  • Selo de Qualidade
pub
similar News
similar
março 30
Empresários de Cascais lançam iniciativa que pode ajudar as escolas de surf
março 30
COI mantém qualificação de Tóquio’2020 para 2021
março 30
Municípios de Albufeira e Loulé condicionam acesso às praias
março 30
Alex Botelho concede primeira entrevista após acidente na Nazaré
março 30
FPS à caça dos talentos do futuro
março 30
Semana começa chuvosa e fria
março 27
Está a chegar o horário de Verão!