Homepage

  • Os Açores vão ter um novo 'Oceanário'
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O complexo inclui: aquários e oceanários, um centro de interpretação interactivo, um restaurante ‘submarino’, um clube de mergulho, entre outras…
  • O projecto Azores Aquarium foi apresentado oficialmente e, tal como o ‘Correio dos Açores’ tinha noticiado a 3 de Fevereiro, o investimento que ronda os 15,5 milhões de euros deverá abrir portas no segundo semestre de 2018.

    De acordo com a estimativa das empresas promotoras, a Picos de Aventura e a Muse - Museums & Expos International Limited, no Azores Aquarium, instalado no Porto de Ponta Delgada, são esperados 200 mil visitantes por ano.

    Por agora os promotores estão a tratar dos projectos de especialidade e licenciamentos e pretendem iniciar as obras dentro de um ano. A construção deverá demorar 18 meses. A ideia partiu da Picos de Aventura que pretendia solucionar o problema da sazonalidade do turismo. Descobriram que o conceito já tinha sido proposto pelo Professor Frias Martins da Universidade dos Açores que se junta ao projecto. A empresa Muse também abraçou a iniciativa e para além da concepção do projecto vai entrar como parceira no seu desenvolvimento.
    Garantem os promotores que o projecto está dentro de todos os normativos municipais e marítimos. O Azores Aquarium está projectado para uma plataforma que será instalada no Porto de Ponta Delgada, às distâncias exigidas dos edifícios, da marina e da ponta do cais. Os 16 metros de altura ficam a um nível inferior da fachada da avenida. A estrutura octogonal foi concebida para “dar a sensação de estar dentro de um vulcão com uma altura de 6,40 metros”, descreve Emílio Roca, Director Executivo e Criativo da MUSE, um dos responsáveis pela conceptualização do projecto.

    Em termos de infra-estruturas o complexo inclui: aquários e oceanários, um centro de interpretação interactivo, um auditório, um restaurante ‘submarino’, clube de mergulho, laboratório de investigação, recuperação de espécies, entre outras…

    “Não vai haver golfinhos em cativeiro” nem “natação com fins comerciais”

    O que “não vai haver” é “golfinhos em cativeiro” ou “natação com golfinhos com fins comerciais”, garante Tiago Raiano. O administrador da Newtour, uma das maiores accionistas da Picos de Aventura, faz questão de esclarecer este tema que tem “gerado alguma contestação”. Tiago Raiano assegura que o projecto respeita as normas cientificas que existem. O que estava previsto no projecto inicial era, no caso dos animais que estivessem em recuperação, conciliar-se com a terapia com crianças, por exemplo, que têm trissomia 21.

    O empresário esclarece também que por ser “pensado numa lógica integradora” o Azores Aquarium pretende divulgar outros espaços onde os visitantes podem aprofundar os conhecimentos. Tiago Raiano faz questão de lembrar que este é um projecto dos Açores, um projecto “que pudesse convidar a visitar também as outras ilhas”.

    Frias Martins acarinha o projecto que é “para os Açores todos”

    Também o professor Frias Martins sublinha que o Azores Aquarium “aparece aqui em Ponta Delgada e para os Açores todos”, confiante que “todos nós tiraremos partido desta oportunidade”. Estabelecendo a ponte com a Universidade dos Açores, Frias Martins assegura a participação a nível científico, educacional e de investigação. Considera importante “transmitir esse conhecimento aos açorianos, em primeiro lugar, para que eles conheçam a riqueza fantástica em que nós vivemos, para que a possam apreciar, para que a possam preservar e sobretudo para que a possam utilizar de uma maneira sustentável”.

    Admitindo que o plano é ambicioso, e que ainda há muito trabalho para fazer, os promotores acreditam no potencial do projecto que pretende proporcionar experiências como: viagens virtuais até 4 mil metros de profundidade, aventuras também virtuais entre cachalotes e lulas gigantes, em espaços e condições próprias os visitantes podem ver e tocar em algas, estrelas-do-mar, ouriço e haverá oportunidade para mergulhar dentro do aquário…

    Criação de 30 postos de trabalho directos

    O projecto prevê criar “30 empregos directos e tantos mais indirectos por via de outras necessidades que o projecto irá ter”, adianta João Rodrigues Presidente da Picos de Aventura.Para já o Azores Aquarium é promovido pela Picos de Aventura e pela Muse mas “terá capital aberto a outros investidores”, sejam locais, regionais, nacionais ou internacionais. Em termos de parcerias algumas entidades manifestaram interesse mas para já não são divulgados nomes, a não ser o da Universidade dos Açores, como já foi referido.

    Info: Correio dos Açores

Tags
  • Açores
  • Azores Aquarium
  • Turismo
  • Ponta Delgada
  • Oceanário
  • aquário
  • mar
pub
similar News
similar
dezembro 10
Próxima Wavegarden vai ser nos… Alpes
dezembro 10
Começam amanhã as dragagens no estuário do Sado
dezembro 10
Hugo Pinheiro à procura de ondas indomáveis na Islândia (Vídeo)
dezembro 10
Portugal cai 8 posições no Índice de Desempenho das Alterações Climáticas
dezembro 10
Alterações climáticas reduzirão oxigénio dos oceanos até 4%
dezembro 09
Mais de dois mil coalas já faleceram nos incêndios da Austrália
dezembro 09
Em Portugal os navios poluem tanto como as 8 cidades com mais automóveis