Homepage

  • Tesla alimenta toda uma ilha só com energia solar
    23 novembro 2016
    arrow
    arrow
  • Foi aberta uma micro-rede de energia no arquipélago que irá resolver os problemas das falhas energéticas locais.
  • O casamento entre a Tesla Motors e a SolarCity já está a dar frutos: foi aberta uma micro-rede de energia solar na ilha Ta’u, na Samoa Americana, arquipélago do Pacífico Sul, que irá resolver os problemas das falhas energéticas locais.

    A ilha batia-se com problemas relacionados com recursos energéticos. Dependendo quase exclusivamente do petróleo, que tinha de importar, a energia em Ta’u era cara, pouco limpa e pouco fiável – as falhas e os apagões eram constantes.

    “Lembro-me de uma altura em que o barco não vinha cá durante meses”, lembra-se Keith Ahsoon, um residente da ilha. “Dependemos do barco para tudo, incluindo para importar gasóleo para os geradores de electricidade. Quando o gasóleo começa a escassear, poupamo-lo e só o utilizamos de manhã e à noite. Os sistemas de água daqui também usam bombas, toda a gente na aldeia depende disso. É mau não saber o que esperar”, diz este proprietário de uma loja de comida, citado pelo blogue da SolarCity.  

    Identificado o problema, a Tesla Motors e a SolarCity pensaram numa solução e instalaram uma micro-rede (sistema de distribuição de energia em rede, que se pode tornar autónomo em situações de crise como tempestades) com mais de 5300 painéis solares, capazes de gerar 1,4 megawatts de energia.

    Aos painéis vai juntar-se uma das tecnologias criadas pela Tesla Motors, a powerpack, uma “bateria” de armazenamento de energia com capacidade para 6 megawatts por hora. Ao todo, serão instaladas 60 powerpacks, que, segundo as previsões, vão ser suficientes para suprir as necessidades energéticas dos 600 habitantes da ilha e construir uma rede eléctrica sólida, que pode ser usada durante todo o dia.

    Os painéis conseguem produzir energia para três dias, se trabalharem à capacidade máxima, e recarregam completamente com sete horas de exposição solar.

    O projecto, começado há menos de um ano, foi financiado pela Autoridade de Desenvolvimento Económico da Samoa Americana, a Agência de Protecção Ambiental e o Departamento do Interior, e espera-se que se traduza numa poupança significativa nos custos relacionados com a energia.

    Esta é uma aposta forte da Tesla, produtora de automóveis eléctricos e autónomos que, segundo O Jornal Económico, pode estar de entrada em Portugal. O mercado energético, visto como potencialmente mais lucrativo do que o dos automóveis, apresenta-se como uma oportunidade de negócio importante.

    As alternativas para um futuro limpo são cada vez mais evidentes estão cada vez mais a ser aplicada a larga escala. Só os governos, pressionados pelas pessoas, têm o poder e a vontade de querer ou não aplicar estas medidas sustentáveis.

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, basta consultar a nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tesla
  • Energia Solar
  • Oceano Pacífico
  • Samoa
  • Ilha
  • Energias renováveis
  • solarcity
  • Ta’u
similar News
similar
fevereiro 24
Duas derrocadas registadas no porto da Assenta, em Torres Vedras
fevereiro 24
Deslizamento dos glaciares da Antártida Ocidental está a acelerar
fevereiro 23
“Billy”, o documentário sobre Billy Kemper já está online na WSL
fevereiro 23
Praia algarvia considerada uma das três melhores da Europa
fevereiro 23
Espanha leva equipa muito experiente ao Mundial ISA
fevereiro 23
Polícia Marítima recolhe mais de 200kg de lixo na Costa Vicentina
fevereiro 23
Trio português avança para os quartos-de-final do E-Pro Europe