Homepage

  • Surfista atacado por tubarão em Maui
    24 outubro 2016
    arrow
    arrow
Tags
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Como consequência de mais este ataque, as praias da região foram fechadas numa extensão superior a 2 quilómetros, desde Maliko Bay até Tavares Bay.
  • É o segundo ataque em duas semanas e o sexto em 2016, depois de um surfista ter sido gravemente ferido por um tubarão na passada sexta-feira no pico de H-Poko, na ilha de Maui, no Havai. O indivíduo ficou em estado grave.

    Segundo outras testemunhas que assistiram ao ataque, o animal, com cerca de 3 metros, começou por atacar o braço esquerdo do sujeito de 36 anos. Num segundo momento, o tubarão largou o braço e desferiu novo ataque, mas desta vez na perna esquerda.

    Federico Jaime é argentino e vive em Maui há sete anos. Depois de ter sido ajudado a chegar a terra, a vítima foi transportada para o Maui Memorial Medical Center. O hospital informou que as lesões são sérias e a situação do braço é a que inspira mais cuidados.

    Como consequência de mais este ataque, as praias da região foram fechadas numa extensão superior a 2 quilómetros, desde Maliko Bay até Tavares Bay. Foram colocados sinais de prevenção e as autoridades avisaram as pessoas do perigo que poderiam correr ao entrar na água.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tubarão
  • Maui
pub
similar News
similar
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 22
Cerca de 1 milhão de toneladas de equipamentos de pesca chega aos oceanos anualmente
outubro 22
BV2, o novo modelo da Chilli Surfboards já está disponível em Portugal
outubro 22
Surfista preso em zona de falésia é resgatado em Aljezur
outubro 22
Bernardo Jerónimo avança mais uma ronda no Frontón King 2020
outubro 22
Bom Petisco Cascais Pro alimentado a 60% com energia solar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
pub