Homepage

  • Slater promete lutar pelo 12.º título
    28 outubro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Quando o World Tour 2017 arrancar, Slater terá 45 anos. Contudo, o 11 veze campeão mundial parece estar aí para as curvas.
  • Não, ainda não é desta que Kelly Slater se vai retirar. Desta vez, nem existiu muita especulação em torno da continuidade do rei no circuito mundial, uma vez que foi o próprio a confirmar aos jornalistas, em Peniche, que quer prosseguir mais um ano a lutar pela conquista do 12.º título mundial.

    Quando o World Tour 2017 arrancar, Slater terá 45 anos. Contudo, o 11 veze campeão mundial parece estar aí para as curvas. Até porque em 2016 conseguiu quebrar o ciclo de praticamente dois anos sem vencer um evento do Tour, sendo o mais forte na etapa de Teahupoo, no Taiti.

    Kelly mostrou-se inspirado pelo título alcançado por John John Florence, deixando depois uma garantia: “Penso que vou tentar lutar pelo título mais um ano”. “Estou bastante inspirado com o que aconteceu este ano. Vou tentar preparar-me da melhor forma nestes próximos quatro meses, colocar o corpo em forma, obter motivação e preparar as pranchas de forma a tentar perceber se está tudo no lugar certo para focar-me durante um ano inteiro”, confessou.

    O veterano surfista norte-americano deixou muitos elogios à nova geração, destacando, obviamente, John John Florence e Gabriel Medina, mas também Jordy Smith e até Kolohe Andino. Estes serão alguns dos seus principais adversários no próximo ano e KS sabe que não será fácil lidar com tanto talento e frescura.

    Kelly Slater justificou ainda a sua presença na coroação de John John em Supertubos. “Perdi dois dias antes e poderia ter ido embora, mas decidi ficar e ver como as coisas corriam, de forma a poder estar ao lado dele na vitória. É incrível ver isto, estar aqui para isto e sentir-me um pouco parte disto também”, frisou.

    “Sinto-me como um irmão orgulhoso. Conheço o John John desde que ele era muito novo, quando ele e os seus irmãos eram tão pequenos que eu podia fazer bodysurfing com eles às minhas cavalitas”, relembra o rei. Depois da festa, Slater tem agora de preparar-se para colocar as recordações de lado, pois, se quiser mesmo vencer o 12.º título, a partir de agora terá de olhar para Florence como um rival.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Kelly Slater
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas