Homepage

  • Lay day no Meo Rip Curl Pro Portugal
    19 outubro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Ricardo Bravo | MEO
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Com previsões animadoras pela frente, o Meo Rip Curl Pro Portugal fica assim em espera, podendo retomar já amanhã.
  • Ao segundo dia de espera do Meo Rip Curl Pro Portugal, a ação não foi para a água. Apesar de existirem algumas ondas, o swell ainda não havia chegado com força a Supertubos, pelo que a organização decidiu decretar o primeiro lay day desta décima e penúltima paragem do World Tour 2016.

    Depois de uma chamada logo pela manhã, foi decidido esperar por melhores condições até às 12H30. A chamada foi novamente adiada para as 13H30 e aí foi dada a ordem de dia de descanso. “O onshore ficou mais forte e as ondas mais pequenas, por isso vamos ficar off”, afirmou Travis Logie, comissário da WSL, que amanhã fará novo call às 8 horas.

    Após ter sido realizada a ronda inaugural na terça-feira em condições complicadas, a organização da WSL optou por não colocar a 2.ª ronda na água, uma vez que em causa estão logo três heats decisivos para as contas do título mundial. Logo, tratou-se de uma decisão bastante delicada.

    Ainda assim, muitos surfistas entraram no lineup para testar as condições em Supertubos. Apesar de existirem algumas paredes bem divertidas, o beach break penichense ainda não está a oferecer os seus famosos e pesados tubos. Cenário que poderá acontecer esta quinta-feira e sexta-feira.

    Com previsões animadoras pela frente, o Meo Rip Curl Pro Portugal fica assim em espera. Os dois próximos dias poderão ter ação, uma vez que no sábado vai entrar uma tempestade, com um swell enorme e vento muito forte, que deverão deixar a etapa parada até meio da próxima semana.

    Quando a prova retomar o número um mundial John John Florence vai estar na água frente ao wildcard português Miguel Blanco, num heat super importante. Gabriel Medina, número 2, e Matt Wilkinson, número 3, vão nos heats seguintes. O período de espera da etapa portuguesa do World Tour estende-se até dia 29 de outubro.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Meo Rip Curl Pro Portugal
  • World Tour
  • Fotografia
    Ricardo Bravo | MEO
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas