Homepage

  • Lay day no Meo Rip Curl Pro Portugal
    19 outubro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Ricardo Bravo | MEO
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Com previsões animadoras pela frente, o Meo Rip Curl Pro Portugal fica assim em espera, podendo retomar já amanhã.
  • Ao segundo dia de espera do Meo Rip Curl Pro Portugal, a ação não foi para a água. Apesar de existirem algumas ondas, o swell ainda não havia chegado com força a Supertubos, pelo que a organização decidiu decretar o primeiro lay day desta décima e penúltima paragem do World Tour 2016.

    Depois de uma chamada logo pela manhã, foi decidido esperar por melhores condições até às 12H30. A chamada foi novamente adiada para as 13H30 e aí foi dada a ordem de dia de descanso. “O onshore ficou mais forte e as ondas mais pequenas, por isso vamos ficar off”, afirmou Travis Logie, comissário da WSL, que amanhã fará novo call às 8 horas.

    Após ter sido realizada a ronda inaugural na terça-feira em condições complicadas, a organização da WSL optou por não colocar a 2.ª ronda na água, uma vez que em causa estão logo três heats decisivos para as contas do título mundial. Logo, tratou-se de uma decisão bastante delicada.

    Ainda assim, muitos surfistas entraram no lineup para testar as condições em Supertubos. Apesar de existirem algumas paredes bem divertidas, o beach break penichense ainda não está a oferecer os seus famosos e pesados tubos. Cenário que poderá acontecer esta quinta-feira e sexta-feira.

    Com previsões animadoras pela frente, o Meo Rip Curl Pro Portugal fica assim em espera. Os dois próximos dias poderão ter ação, uma vez que no sábado vai entrar uma tempestade, com um swell enorme e vento muito forte, que deverão deixar a etapa parada até meio da próxima semana.

    Quando a prova retomar o número um mundial John John Florence vai estar na água frente ao wildcard português Miguel Blanco, num heat super importante. Gabriel Medina, número 2, e Matt Wilkinson, número 3, vão nos heats seguintes. O período de espera da etapa portuguesa do World Tour estende-se até dia 29 de outubro.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Meo Rip Curl Pro Portugal
  • World Tour
  • Fotografia
    Ricardo Bravo | MEO
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
julho 18
Erosão da costa portuguesa é grave e efeitos vão piorar
julho 18
Mais de 60 concelhos em risco muito elevado de incêndio
julho 17
Gregos querem punir turistas que apedrejaram espadarte
julho 18
Marta Paço obtém triunfo histórico no País Basco
julho 18
Competidor recebe prancha do pai, que entrou na água completamente… nu
julho 18
Revelados os candidatos a receber prova de surf de Paris’2024
julho 17
Alforreca gigante avistada por mergulhadora