Homepage

  • Kikas na 3.ª ronda após bater Medina
    18 outubro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Frente a Medina e ao rookie norte-americano Conner Coffin, Frederico esteve na liderança durante todo o heat, controlando a situação de uma forma bastante adulta.
  • Começou da melhor forma para os portugueses o Meo Rip Curl Pro Portugal. Frederico Morais venceu o heat 5 e avançou diretamente para a 3.ª ronda da 10.ª e penúltima etapa do World Tour, num heat onde bateu o número 2 mundial e campeão do Mundo de 2014 Gabriel Medina.

    Kikas voltou a mostrar todo o seu talento frente aos melhores do Mundo e conseguiu mais um grande resultado em Supertubos. Depois de eliminar Kelly Slater em 2013 e de bater Mick Fanning no ano passado, chegando depois aos quartos-de-final, o surfista do Guincho volta a causar impacto em Peniche.

    Frente a Medina e ao rookie norte-americano Conner Coffin, Frederico esteve na liderança durante todo o heat, controlando a situação de uma forma bastante adulta. Com duas ondas acima de 5 pontos, fruto do seu forte ataque de backside, Kikas terminou o heat com um score de 11,37.

    Medina, que se ficou pelos 9,76 pontos, irá agora para a 2.ª ronda de repescagem, aumentando assim a pressão sobe o brasileiro – caso não chegue aos quartos-de-final, uma vitória em Portugal dará o título a John John Florence. No último posto do heat ficou Conner Coffin, com 8,03 pontos.

    “Não houve segredo, apenas não tinha nada a perder”, começou por dizer Frederico Morais na entrevista logo após o heat. “As condições estavam difíceis, as ondas fechavam e apenas tinha de surfar. Foi um heat apertado e acabei por escolher as melhores ondas”, frisou.

    Kikas vai agora para a 3.ª ronda, onde irá enfrentar garantidamente um dos top seeds do eventos. Resta agora perceber como os principais candidatos se vão comportar nesta ronda inaugural e numa eventual segunda ronda. Certo é que este foi mais um arranque de sonho para a armada lusa.

    Já Miguel Blanco, que entrou no heat seguinte, também esteve a um bom nível, mas acabou por não conseguir vencer a disputa com o brasileiro Jadson Andre, ficando ainda à frente do número um mundial John John Florence. O triunfo de Jadson vai originar um reencontro entre o português e John John na 2.ª ronda.

    As contas do título mundial estão assim ao rubro, com os dois principais candidatos a serem atirados para a repescagem, onde irão certamente sentir bastante ansiedade. E, pelo meio, estará um português a querer complicar as contas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • frederico morais
  • gabriel medina
  • Meo Rip Curl Pro Portugal
  • World Tour
  • Supertubos
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 27
Praia da Aguçadoura coroou os campeões nacionais de bodyboard esperanças competição de 2021
setembro 27
David Raimundo e a aventura de Vasco em Huntington Beach: 'Queríamos mais'
setembro 27
10 anos depois, o Circuito Nacional de Bodyboard está a caminho dos Açores
setembro 27
Ericeira WSR+10 promove curso sobre surfing e sustentabilidade
setembro 24
Nunca houve tantas mulheres no circuito nacional como em 2021!
setembro 24
Frontón vai coroar o novo campeão do mundo júnior de bodyboard
setembro 24
O Desporto e a Atividade Física foram a debate em nova Digital Talk do Ericeira WSR+10