Homepage

  • Exposição homenageia o “Tarzan da Caparica”
    12 outubro 2016
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Salvou a vida mais de 400 banhistas, entrando muitas vezes no mar em condições em que mais ninguém tinha a ousadia de enfrentar.
  • Célebre nadador salvador das praias da Caparica no século passado, António Gonçalves Ribeiro, mais conhecido como “Tarzan da Caparica” é agora alvo de uma homenagem por parte do Inatel e da Associação Gandaia, através de uma exposição fotográfica.

    Os pescadores da Costa de Caparica chamavam-lhe 'Roaz', porque dizia que tinha aprendido a nadar com os golfinhos. E foi assim que salvou a vida mais de 400 banhistas, entrando muitas vezes no mar em condições em que mais ninguém tinha a ousadia de enfrentar.

    Ganhou a alcunha de “Tarzan” pela coragem que tinha e pela velocidade com que nadava. Este eterno banheiro das praias da Caparica faria agora 94 anos. Morreu há cerca de 10 anos, mas continua bem vivo na memória coletiva da Costa de Caparica.

    Dedicou 51 anos da sua vida ao serviço da antiga FNAT (atual INATEL), recebendo agora mais uma justa homenagem.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tarzan da Caparica
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 22
Onda californiana de San Miguel a salvo de possível extinção
setembro 22
Há uma nova onda na Indonésia: é gerada por um navio encalhado e repete história do século XX
setembro 20
Kanoa Igarashi, de vice-campeão mundial ISA à prata olímpica em casa
setembro 22
Abriram as inscrições para o Campeonato Nacional de Surf Esperanças Sub-14
setembro 22
Exposição Viva celebra 1ª edição do Programa Atlantis no Dia Nacional da Água
setembro 21
Época balnear em Espinho prolongada até 26 de setembro
setembro 22
Nível do mar continua a subir a um ritmo alarmante