Homepage

  • Teresa Bonvalot faz história em Pantín
    05 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Teresa Bonvalot somou uns incríveis 3.550 pontos, dando um enorme salto de 42 posições e fixando-se no 25.º posto do ranking do WQS.
  • Teresa Bonvalot continua a provar o enorme talento e potencial que tem e que fazem dela uma as maiores esperanças do surf nacional. Desta feita, fê-lo na Galiza, ao terminar no 3.º posto do QS6000 de Pantín. Um resultado estrondoso e histórico, pois é, de longe, o melhor resultado alcançado por uma surfista portuguesa a nível internacional.

    A jovem surfista do Guincho, de apenas 16 anos, teve um trajeto incrível no campeonato espanhol, conseguindo mesmo bater duas surfistas da elite mundial. Na 4.ª ronda, Teresa eliminou a havaiana Alessa Quizon e nos quartos-de-final venceu a rookie australiana Keely Andrew, a quem já se havia superiorizado na 2.ª ronda.

    Foi um sábado sensacional para a campeã nacional de 2014 e 2015, sendo apenas travada nas meias-finais por Sage Erickson, outra das representantes do Women's World Tour no Pantín Classic Galicia Pro. Teresa até começou melhor, mas depois a experiência de Erickson acabou por fazer a diferença, com a norte-americana a somar 15,67 pontos, contra apenas 9,17 pontos da portuguesa.

    Acabaria mesmo por ser Sage Erickson a vencer o evento, depois de vencer uma final bastante renhida frente à francesa Pauline Ado, decidida apenas por 24 centésimos. Um triunfo que valeu à número 9 mundial uma subida até ao 4.º posto do ranking de qualificação, estando assim perto de garantir a continuidade na elite em 2017.

    Já Teresa Bonvalot somou uns incríveis 3.550 pontos, dando um enorme salto de 42 posições e fixando-se no 25.º posto do ranking do WQS. Numa fase tão avançada da temporada nunca o surf nacional tinha tido alguém tão bem posicionado. Este foi o melhor resultado de sempre, superando em larga escala o 13.º posto que Carina Duarte havia alcançado em 2013 no Swatch Girls Pro France, na altura um 6 estrelas.

    Quem também esteve em grande plano em Pantín, conseguindo o seu melhor resultado de sempre num campeonato de estatuto máximo de qualificação foi a campeão nacional em título Carl Henrique, que obteve um importante 9.º posto. Carol foi também ela vítima da inspiração de Sage Erickson, que a eliminou na 4.ª ronda, onde até foi a portuguesa a ter a nota mais alta da disputa.

    Com este resultado Carol Henrique somou 1.550 pontos e subiu 13 posições até ao 32.º posto da tabela, ficando também ela muito bem posicionada. Já Camilla Kemp ficou-se pelo 25.º posto na Galiza, mas, mesmo assim, conseguiu subir uma posição para o 45.º posto do ranking. Três surfistas nacionais no top 50 do ranking nesta fase da temporada é um feito histórico.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Teresa Bonlavot
  • Pantin Classic Galicia Pro
  • wqs
  • Carol Henrique
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
setembro 30
MEO Portugal Cup of Surfing novamente na água em Ribeira d’Ilhas
setembro 30
Surf Pro Espinho define campeões europeus na próxima semana
setembro 29
Presença de Alex Botelho marcou formação 'Surf & Rescue' em Sagres
setembro 29
Tomás Lacerda e Ângela Fernandes vencem o Nacional de SUP Wave
setembro 29
MEO Portugal Cup of Surfing está ON em Ribeira d’Ilhas
setembro 29
Quarta-feira é dia de 'Surf para Todos' na Praia de Matosinhos
setembro 29
Drones podem vir a recolher lixo das praias portuguesas após 2022
pub