Homepage

  • QS10000 de Cascais com 15 inscritos do WCT
    05 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Em relação aos portugueses, Frederico Morais, Pedro Henrique e Vasco Ribeiro têm entrada direta na 2.ª ronda. Marlon Lipke e José Ferreira entram logo na 1.ª ronda.
  • É já no final do mês de setembro que a nata do top 100 mundial vem até Portugal para competir por preciosos pontos no Cascais Billabong Pro 2016. Esta é a antepenúltima etapa QS10000 do ano e antecede a partida do circuito para o Havai, o que promete um grande espetáculo nas ondas de Cascais.

    Dessa forma, é natural a forte afluência que se registou por parte de surfistas do World Tour, sobretudo numa altura em que muitos procuram pontos para garantir a requalificação via WQS. A lista de inscritos já foi revelada e estão inicialmente inscritos 15 surfistas da elite mundial.

    Embora sem um nome de primeira linha presente nesta lista, como aconteceu em anos anteriores, destacam-se surfistas como Jeremy Flores, Kanoa Igarashi, Jack Freestone, Caio Ibelli, Italo Ferreira, Miguel Pupo ou Conner Coffin. Até à realização do campeonato ainda poderão acontecer desistências ou entradas de última hora nas inscrições.

    A lista é completada por Jadson Andre, Keanu Asing, Matt Banting, Rya Callinan, Davey Cathels, Alejo Muniz, Alex Ribeiro e Stu Kennedy, que apesar de apenas ser suplente fez até ao momento as etapas todas do Tour deste ano. A estes juntam-se ainda os principais nomes do WQS, como Leo Fioravanti, Connor O'Leary, Ethan Ewing, entre muitos outros.

    Em relação aos portugueses, Frederico Morais, Pedro Henrique e Vasco Ribeiro beneficiam do estatuto de top seeds para garantirem a entrada direta na 2.ª ronda. Marlon Lipke e José Ferreira, que entram logo na 1.ª ronda, completam o lote de cinco surfistas nacionais com entrada direta neste Cascais Billabong Pro.

    Ainda assim, a armada lusa deverá aumentar de número, uma vez que Tomás Fernandes é o primeiro alternate, bastando uma desistência para o jovem surfista da Ericeira entrar no quadro principal. Nic von Rupp, que é o oitavo alternate, também poderá ter uma boa janela de oportunidade.

    Miguel Blanco e Luís Perloiro também surgem como alternates, mas muito longe do início da lista. A estes resta esperar pela entrega dos wildcards, sendo que os dois da WSL Europa foram entregues a surfistas franceses (Andy Criere e Nelson Cloarec). Há ainda dois convites da WSL Internacional e mais dois da organização do evento, que poderão muito bem ir para surfistas portugueses.

    O Cascais Billabong Pro tem um período de espera que vai de 24 de setembro a 2 de outubro e será o segundo grande evento do ano nas ondas nacionais, depois do QS6000 que se realiza já no início deste mês nos Açores. Kolohe Andino foi o campeão no ano passado, mas este ano não deverá marcar presença nas ondas de Carcavelos e Guincho.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • cascais billabong pro
  • wqs
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
novembro 30
Chuva não fica para o feriado: sol vai brilhar
novembro 29
Governo australiano é contra a inclusão da Grande Barreira de Coral na lista de Património Mundial em perigo
novembro 29
38 anos depois, acordou o maior vulcão ativo do mundo
novembro 29
Agitação marítima volta esta quarta-feira com sete distritos sob aviso amarelo
novembro 28
Ondas até 5 metros deixam oito distritos sob aviso amarelo
novembro 28
João Dantas e Frederico Carrilho são campeões nacionais de longboard
novembro 28
Joana Schenker deu palestra sobre o oceano em escola de Faro