Homepage

  • QS10000 de Cascais com 15 inscritos do WCT
    05 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Em relação aos portugueses, Frederico Morais, Pedro Henrique e Vasco Ribeiro têm entrada direta na 2.ª ronda. Marlon Lipke e José Ferreira entram logo na 1.ª ronda.
  • É já no final do mês de setembro que a nata do top 100 mundial vem até Portugal para competir por preciosos pontos no Cascais Billabong Pro 2016. Esta é a antepenúltima etapa QS10000 do ano e antecede a partida do circuito para o Havai, o que promete um grande espetáculo nas ondas de Cascais.

    Dessa forma, é natural a forte afluência que se registou por parte de surfistas do World Tour, sobretudo numa altura em que muitos procuram pontos para garantir a requalificação via WQS. A lista de inscritos já foi revelada e estão inicialmente inscritos 15 surfistas da elite mundial.

    Embora sem um nome de primeira linha presente nesta lista, como aconteceu em anos anteriores, destacam-se surfistas como Jeremy Flores, Kanoa Igarashi, Jack Freestone, Caio Ibelli, Italo Ferreira, Miguel Pupo ou Conner Coffin. Até à realização do campeonato ainda poderão acontecer desistências ou entradas de última hora nas inscrições.

    A lista é completada por Jadson Andre, Keanu Asing, Matt Banting, Rya Callinan, Davey Cathels, Alejo Muniz, Alex Ribeiro e Stu Kennedy, que apesar de apenas ser suplente fez até ao momento as etapas todas do Tour deste ano. A estes juntam-se ainda os principais nomes do WQS, como Leo Fioravanti, Connor O'Leary, Ethan Ewing, entre muitos outros.

    Em relação aos portugueses, Frederico Morais, Pedro Henrique e Vasco Ribeiro beneficiam do estatuto de top seeds para garantirem a entrada direta na 2.ª ronda. Marlon Lipke e José Ferreira, que entram logo na 1.ª ronda, completam o lote de cinco surfistas nacionais com entrada direta neste Cascais Billabong Pro.

    Ainda assim, a armada lusa deverá aumentar de número, uma vez que Tomás Fernandes é o primeiro alternate, bastando uma desistência para o jovem surfista da Ericeira entrar no quadro principal. Nic von Rupp, que é o oitavo alternate, também poderá ter uma boa janela de oportunidade.

    Miguel Blanco e Luís Perloiro também surgem como alternates, mas muito longe do início da lista. A estes resta esperar pela entrega dos wildcards, sendo que os dois da WSL Europa foram entregues a surfistas franceses (Andy Criere e Nelson Cloarec). Há ainda dois convites da WSL Internacional e mais dois da organização do evento, que poderão muito bem ir para surfistas portugueses.

    O Cascais Billabong Pro tem um período de espera que vai de 24 de setembro a 2 de outubro e será o segundo grande evento do ano nas ondas nacionais, depois do QS6000 que se realiza já no início deste mês nos Açores. Kolohe Andino foi o campeão no ano passado, mas este ano não deverá marcar presença nas ondas de Carcavelos e Guincho.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • cascais billabong pro
  • wqs
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
junho 24
Algas secas acumuladas vão ser removidas da Praia do Moinho em Carcavelos
junho 24
Evento de surf solidário chega em julho às ondas portuguesas
junho 24
Nuno Vitorino vai representar Portugal em Pantín
junho 23
Mundial ISA volta a El Salvador em 2023
junho 23
Cidades costeiras ameaçadas: nível do mar pode subir 60 centímetros até ao final do século
junho 23
Atenção à radiação UV esta quarta-feira: Portugal Continental em situação de risco muito elevado
junho 22
Dezenas de animais sem vida deram à costa no Sri Lanka após incêndio em navio