Homepage

  • Plano prevê demolição na Fonte da Telha
    13 setembro 2016
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O orçamento para esta intervenção, que pretende “lavar a cara” a uma das praias mais procuradas da Margem Sul do Tejo, é de 29,5 milhões de euros.
  • Está prevista a demolição de bares e casas na praia da Fonte da Telha, uma das mais icónicas e procuradas da Costa de Caparica, no Plano de Pormenor que está em consulta pública até ao próximo dia 12 de novembro.   

    Consulta aqui a previsão de surf para esta semana!

    A notícia é avançada pelo jornal “Público”. O objetivo da Câmara Municipal de Almada passa por deslocalizar casas e estabelecimentos comerciais que ao longo dos últimos anos foram construídos sem licença ou locais que começam a ficar demasiado expostos ao avanço do mar.

    O Plano de Pormenor prevê a demolição de quase todas as construções existentes na zona entre a Arriba Fóssil da Costa da Caparica e o cordão dunar e daquela zona. Está prevista também a construção de um novo bairro para os pescadores, melhorando acessibilidades e requalificando a área natural envolvente.

    O orçamento para esta intervenção, que pretende “lavar a cara” a uma das praias mais procuradas da Margem Sul do Tejo, é de 29,5 milhões de euros. Algumas destas medidas estão previstas há cerca de 20 anos, mas só agora deverão finalmente avançar.

    Estima-se que vivem na zona intervencionada – abrange uma área de 85 hectares - cerca de 400 pessoas, sendo criado um novo bairro com 70 casas destinadas à comunidades piscatória, dando prioridade às pessoas que comprovem ter ali a sua primeira habitação, uma vez que muitas das casas são apenas de férias.

    A Fonte da Telha começou a ser ocupada pela comunidade de pescadores no início do século passado, sendo que no final da década de 80 já existiam mais de 600 habitações, na sua maior parte sem licença. Este crescimento desenfreado levou mesmo à demolição de mais de 500 habitações ilegais durante os anos 90.

    Ainda assim, a zona em causa mantém-se “urbanisticamente desqualificada e paisagisticamente degradada”, segundo o que se pode ler no relatório. No novo aglomerado serão também incluídos 19 estabelecimentos comerciais e uma unidade de alojamento local. Em outubro realizar-se-ão alguns sessões de esclarecimento à população.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • fonte da telha
  • Costa de Caparica
pub
similar News
similar
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 22
Cerca de 1 milhão de toneladas de equipamentos de pesca chega aos oceanos anualmente
outubro 22
BV2, o novo modelo da Chilli Surfboards já está disponível em Portugal
outubro 22
Surfista preso em zona de falésia é resgatado em Aljezur
outubro 22
Bernardo Jerónimo avança mais uma ronda no Frontón King 2020
outubro 22
Bom Petisco Cascais Pro alimentado a 60% com energia solar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
pub