Homepage

  • Jordy Smith conquista o Hurley Pro Trestles
    15 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • O triunfo final começou a ser desenhado logo após a vitória no primeiro heat do dia frente a Filipe Toledo, aquele a quem todos apontavam como o grande candidato à conquista da etapa.
  • Jordy Smith esteve imparável, mostrando-se mais forte do que toda a concorrência para levar de vencido o Hurley Pro Trestles, a oitava etapa do World Tour 2016. O gigante sul-africano utilizou toda a mestria do seu surf para conquistar a sua vitória da carreira na etapa californiana e a primeira esta temporada.

    O triunfo final começou a ser desenhado logo após a vitória no primeiro heat do dia frente a Filipe Toledo, aquele a quem todos apontavam como o grande candidato à conquista da etapa. Este era o heat mais aguardado do dia e uma verdadeira final antecipada, entre dois surfistas que agora são “locais” de Trestles.

    Em condições de mar mínimas, onde Toledo é melhor que qualquer outro surfista do Mundo, foi mesmo o brasileiro quem começou mais forte, graças ao seu surf progressivo. Mas Jordy sobre controlar as emoções e na parte final do heat respondeu com um surf power e afinado, dando a volta à disputa.

    Jordy Smith conseguia uma impressionante vitória e assumia o lugar de principal favorito à conquista do evento, tendo ainda que enfrentar na final o experiente Joel Parkinson. O australiano vinha de um triunfo sofrido frente ao surpreendente wildcard Tanner Gudauskas na outra meia-final, decidido apenas por 10 centésimas.

    Na final o equilíbrio reinou, mas, desta vez, foi o sul-africano quem começou mais forte, repetindo a mesma receita e o surf extremamente agressivo da meia-final. Parko até conseguiu a melhor onda do heat já perto do final, mas acabaria por perder uma disputa bem renhida.

    “Tive uma prancha muito boa debaixo dos pés durante todo o evento”, começou por dizer Jordy. “Vim para este evento com a mente aberta. Falhei este campeonato no ano passado e as ondas estiveram incríveis, por isso este ano quis vir para cá e pensar apenas heat a heat. Ter uma oportunidade pelo título seria ótimo. Vou tentar dar o máximo na Europa e ver como as coisas correm”, frisou.

    Jordy Smith ganhava assim na sua casa emprestada, repetindo o feito que já havia conseguido em 2014. Numa etapa atípica em que os primeiros classificados do ranking foram eliminados cedo, o sul-africano acabou por ser o principal beneficiado. Jordy subiu ao 4.º posto, colou-se a Gabriel Medina e reentrou nas contas da luta pelo título.

    Men’s Hurley Pro Final Results:
    1 - Jordy Smith (ZAF) 15.80
    2 - Joel Parkinson (AUS) 15.36

    Men’s Hurley Pro Semifinal Results:
    SF 1: Jordy Smith (ZAF) 17.23 def. Filipe Toledo (BRA) 14.50
    SF 2: Joel Parkinson (AUS) 14.43 def. Tanner Gudauskas (USA) 14.33

    2016 WSL Jeep Leaderboard Top 5 (After Hurley Pro)
    1. John John Florence (HAW) 41,650
    2. Gabriel Medina (BRA) 37,450
    3. Matt Wilkinson (AUS) 36,500
    4. Jordy Smith (ZAF) 35,200
    5. Kelly Slater (USA) 29,650

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Hurley Pro Trestles
  • World Tour
  • jordy smith
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 15
A Liga MEO Surf regressou a Peniche! Está na água a última etapa de 2021
setembro 16
Heat draw definido para a etapa da Figueira do Nacional de Bodyboard 2021
setembro 16
Esta sexta-feira começa o 1º Save The Waves Film Fest Azores
setembro 16
Bom Petisco Peniche Pro arranca com nota 10 e festa de tubos
setembro 16
Dia Internacional de Limpeza Costeira será assinalado com mais de 150 ações de recolha de lixo em Portugal
setembro 16
Documentário sobre o 7º Capítulo Perfeito conquista prémios internacionais
setembro 15
Abatidos mais de 1400 golfinhos num só dia nas Ilhas Faroé