Homepage

  • Jeremy Flores reage com ironia à “polémica Medina”
    12 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Jeremy Flores ficou ligado a um episódio polémico em 2014, quando terá enfrentado os juízes após a derrota no round 2 do J-Bay Open.
  • A derrota de Gabriel Medina frente ao wildcard Tanner Gudauskas na 3.ª ronda do Hurley Pro Trestles foi o assunto que dominou as redes sociais e o mundo do surf durante os últimos dias. Muita polémica e muita tinta correu acerca do duelo do brasileiro frente ao californiano, com muitos a defenderem o campeão mundial de 2014.

    Desabafos nas redes sociais com críticas à WSL, comunicados a negar determinadas afirmações polémicas, artigos de opinião, vídeos a comparar duas ondas – como se o julgamento dos juízes fosse feito dessa mesma forma… Houve de tudo. Até reações de outros surfistas do Tour.

    Nesse campo, foi o francês Jeremy Flores que saiu a ganhar. Ele que reagiu com muita ironia ao sucedido. Há quem acredite que ele saiu em defesa de Gabriel Medina. Contudo, na realidade ele saiu apenas em defesa do surf e, por outro lado, até ironiza com o enorme alarido da situação, apenas por se tratar de um surfista mediático...

    “Ahahahah É muito engraçado ver como as pessoas estão só a postar porcaria sobre o mau julgamento por todo o lado nas redes sociais”, começou por escrever Jeremy Flores, numa clara alusão ao facto de a situação só se ter tornado tão viral por o protagonista ser o brasileiro Gabriel Medina, um dos surfistas mais mediáticos do Mundo.

    Depois, o surfista natural da Ilha Reunião lembrou a sua luta nesse sentido: “Já tenho falado disso durante os últimos seis anos e fui multado inúmeras vezes por apenas pedir explicações. Agora, parece que finalmente toda a gente está a acordar. Neste momento, o julgamento é demasiado pequeno para a enorme realidade em que este desporto se tornou”.

    “Temos contratos, contas, patrocinadores, bónus… Dedicamos toda a nossa vida a este desporto. Vamos melhorar de forma a que as próximas gerações não tenham de lidar com isto. Não me interpretem mal, pois deve ser complicado ser juiz de surf. Deve ser um trabalho duro, mas se o julgamento não é suficientemente bom, então não deveria haver tanto dinheiro envolvido. É tão simples quanto isso”, frisou Jeremy.

    Jeremy Flores ficou ligado a um episódio polémico em 2014, quando terá enfrentado os juízes após a derrota no round 2 do J-Bay Open. O surfista foi mesmo multado e suspenso durante dois campeonatos pela WSL, que alegou tentativas de agredir os juízes. Já nessa época, o francês era um dos maiores contestatários do julgamento, ficando ainda célebre uma entrevista sua logo no primeiro campeonato da temporada, na Gold Coast.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Jeremy Flores
  • gabriel medina
  • World Tour
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
setembro 17
Formação 'Surf & Rescue' a caminho da Figueira da Foz
setembro 17
Voluntários vão limpar a Praia do Cabedelo este sábado
setembro 17
Pure Piraña, a hard seltzer que refresca o verão
setembro 16
Bom Petisco Peniche Pro arranca com nota 10 e festa de tubos
setembro 17
Bom Petisco Peniche Pro: Dia dedicado ao surf feminino em Supertubos
setembro 17
Baía do Funchal acolhe terceira etapa do Circuito Regional da Madeira de SUP Race 2021
setembro 16
Esta sexta-feira começa o 1º Save The Waves Film Fest Azores Tour