Homepage

  • Charger de Teahupoo suicidou-se aos 36 anos
    07 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Tyson Williams debatia-se há alguns anos com uma forte depressão e acabou mesmo por ser essa a causa trágica do seu desaparecimento.
  • Na semana passada a comunidade dos desportos aquáticos foi abalada com a triste notícia da morte de Tyson Slade Williams. O reputado bodyborder e big wave surfer, que nasceu na Austrália mas especializou-se na onda de Teahupoo, morreu aos 36 anos.

    Tyson Williams debatia-se há alguns anos com uma forte depressão e acabou mesmo por ser essa a causa trágica do seu desaparecimento, uma vez que este conceituado charger suicidou-se. Williams sofreria também de stress pós-traumático devido a alguns problemas na infância.

    Enquanto conseguiu lutar contra a doença, Tyson Williams encontrou no oceano o seu abrigo e foram muitas as proezas conseguidas nas várias modalidades que dominava. Mas foi no bodyboard que mais se destacou. Aos 36 anos, acabou por perder a luta contra a depressão.

    Tyson Williams Tribute - Music by We Lost the Sea from Tim Bonython Productions on Vimeo.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Tyson Williams
  • morte
  • Teahupoo
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
setembro 28
MEO Portugal Cup of Surfing junta o surf e a sustentabilidade
setembro 25
Projeto 'The Unwanted Shapes' vai estar presente no MEO Portugal Cup of Surfing
setembro 28
Nuno Vitorino vai competir no nacional britânico de surf adaptado
setembro 28
Kikas: “Felizmente, em Portugal as previsões do mar não são descuradas”  
setembro 28
Italo tem “boas memórias” de Ribeira, mas preferia competir em Supertubos
setembro 28
Nova chamada para terça-feira no MEO Portugal Cup of Surfing
setembro 11
Gabriela Dinis: Um percurso em ascensão, mas sem esquecer a escola (Entrevista)
pub