Homepage

  • Arrancou construção de Campus em Carcavelos
    28 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    CM Cascais
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Os proprietários não estão contra a venda dos terrenos, mas contra o valor apresentado pela autarquia.
  • Foi dado ontem o início das obras novo campus da Universidade Nova de Lisboa (Nova SBE), junto à praia de Carcavelos e ao forte de S. Julião da Barra. A cerimónia contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e a “primeira pedra” foi a plantação de uma cerejeira.

    Consulte aqui a previsão de ondas para esta semana!

    O início das obras estavam previstas para o primeiro trimestre de 2015, mas só agora começaram finalmente. Prevê-se que a conclusão das mesmas aconteça em março de 2018, mas até lá ainda é preciso angariar 15 milhões de euros, que completam os 50 milhões dos custos do projeto.

    O novo campus da Nova School of Business and Economics (Nova SBE), em Carcavelos, prevê receber 3500 alunos no início do ano lectivo 2018/2019, apresentando como “cartão-de-visita” a proximidade ao mar e a semelhança com o lifestyle californiano - instalações terão um acesso direto à praia, ginásio e uma surf house.

    Este projeto recebeu mesmo os elogios de Marcelo Rebelo de Sousa, assim como o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, também os recebeu do líder máximo da nação. Ainda assim, apesar da aprovação presidencial, este é um projeto envolto em polémica desde a sua génese.

    Primeiro foram as questões ambientais e os estudos que apontavam para o facto de as construções que estão previstas para os terrenos em frente à praia de Carcavelos poderem vir a afetar a qualidade das ondas. Agora, o tema é o facto de os terrenos terem sido expropriados e ainda estarem por pagar.

    Depois de a câmara ter expropriado os terrenos por 162 mil euros, os árbitros nomeados pelo tribunal fixaram o valor em mais de oito milhões de euros, uma decisão que não agradou a nenhuma das partes. A autarquia recorreu por considerar os valores elevados, enquanto os proprietários consideram o valor insuficiente.

    Localizadas entre o Forte de S. Julião da Barra e a urbanização da Quinta de S. Gonçalo, junto à praia de Carcavelos, as seis parcelas de terreno foram expropriadas equivalem a cerca de 10 campos de futebol. Os proprietários não estão contra a venda dos terrenos, mas contra o valor apresentado pela autarquia.

    Como não houve entendimento entre as partes, no final de 2014, os avaliadores nomeados pelo tribunal determinavam o valor das indemnizações em 8.497.752 de euros. Mas o proprietário de cinco parcelas - a Quinta do Junqueiro - reclama 43 milhões.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Universidade Nova de Lisboa
  • Carcavelos
  • Fotografia
    CM Cascais
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
abril 15
Surfista entre as candidatas a porta-estandarte de França em Tóquio
abril 14
Tóquio'2020: Participantes vão ser sujeitos a 'quarentena adaptada'
abril 14
Portugal integra projeto para mitigar impacto da pesca de cetáceos
abril 14
Polícia Marítima não registou incidentes no Allianz Ericeira Pro
abril 14
Portugal é o 3º país da Europa que mais pesca tubarão e raia
abril 14
Apreendidos cerca de 76 kg de ouriços-do-mar em Vila Praia de Âncora
abril 14
Chuva, por vezes forte, coloca 9 distritos sob aviso amarelo