Homepage

  • Arrancou construção de Campus em Carcavelos
    28 setembro 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    CM Cascais
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Os proprietários não estão contra a venda dos terrenos, mas contra o valor apresentado pela autarquia.
  • Foi dado ontem o início das obras novo campus da Universidade Nova de Lisboa (Nova SBE), junto à praia de Carcavelos e ao forte de S. Julião da Barra. A cerimónia contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e a “primeira pedra” foi a plantação de uma cerejeira.

    Consulte aqui a previsão de ondas para esta semana!

    O início das obras estavam previstas para o primeiro trimestre de 2015, mas só agora começaram finalmente. Prevê-se que a conclusão das mesmas aconteça em março de 2018, mas até lá ainda é preciso angariar 15 milhões de euros, que completam os 50 milhões dos custos do projeto.

    O novo campus da Nova School of Business and Economics (Nova SBE), em Carcavelos, prevê receber 3500 alunos no início do ano lectivo 2018/2019, apresentando como “cartão-de-visita” a proximidade ao mar e a semelhança com o lifestyle californiano - instalações terão um acesso direto à praia, ginásio e uma surf house.

    Este projeto recebeu mesmo os elogios de Marcelo Rebelo de Sousa, assim como o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, também os recebeu do líder máximo da nação. Ainda assim, apesar da aprovação presidencial, este é um projeto envolto em polémica desde a sua génese.

    Primeiro foram as questões ambientais e os estudos que apontavam para o facto de as construções que estão previstas para os terrenos em frente à praia de Carcavelos poderem vir a afetar a qualidade das ondas. Agora, o tema é o facto de os terrenos terem sido expropriados e ainda estarem por pagar.

    Depois de a câmara ter expropriado os terrenos por 162 mil euros, os árbitros nomeados pelo tribunal fixaram o valor em mais de oito milhões de euros, uma decisão que não agradou a nenhuma das partes. A autarquia recorreu por considerar os valores elevados, enquanto os proprietários consideram o valor insuficiente.

    Localizadas entre o Forte de S. Julião da Barra e a urbanização da Quinta de S. Gonçalo, junto à praia de Carcavelos, as seis parcelas de terreno foram expropriadas equivalem a cerca de 10 campos de futebol. Os proprietários não estão contra a venda dos terrenos, mas contra o valor apresentado pela autarquia.

    Como não houve entendimento entre as partes, no final de 2014, os avaliadores nomeados pelo tribunal determinavam o valor das indemnizações em 8.497.752 de euros. Mas o proprietário de cinco parcelas - a Quinta do Junqueiro - reclama 43 milhões.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Universidade Nova de Lisboa
  • Carcavelos
  • Fotografia
    CM Cascais
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 21
Primeira ondulação grande da temporada deverá entrar na Nazaré a partir de domingo
outubro 21
Circuito Regional da Madeira SUP Race arrancou em grande estilo
outubro 21
Bodyboard: Título nacional feminino vai decidir-se na Póvoa de Varzim
outubro 19
Bernardo Jerónimo, o único português a competir no Frontón King, já está na 3ª ronda
outubro 20
Depressão Bárbara: Aviso vermelho alargado a mais 3 distritos do continente
pub