Homepage

  • Tufão Lionrock mata 11 pessoas no Japão
    31 agosto 2016
    arrow
    arrow
Tags
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Segundo a informação dos meios de comunicação locais, a causa da morte destas 11 pessoas e também dos três desaparecidos terá sido mesmo as cheias.
  • O Norte do Japão foi fortemente atingido nas últimas horas por um tufão que causou inúmeros estragos e provocou inclusivamente, até ao momento, 11 vítimas mortais. Três pessoas continuam desaparecidas.

    O tufão Lionrock foi o décimo nesta época do ano, mas o primeiro a causar tantos estragos. Os ventos atingiram mais de 100 km/hora, causando enorme destruição em habitações e também originando cheias na Prefeitura de Iwate.

    Segundo a informação dos meios de comunicação locais, a causa da morte destas 11 pessoas e também dos três desaparecidos terá sido mesmo as cheias, que apanharam todos de surpresa. A situação mais dramática terá acontecido num lar de idosos, onde foram encontrados nove corpos já sem vida.

    Apesar das chuvas torrenciais que se abateram sobre esta região costeira, há quem aponte o dedo ao governo local, que falhou na prevenção do aviso de perigo de cheias à passagem do tufão Lionrock.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Japão
  • Tufão
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
janeiro 27
Turistas surpreendidos com salto de golfinho na Madeira
janeiro 27
John John Florence, o dono e senhor da temporada havaiana no real e no... digital
janeiro 27
Justine Dupont, da estreia no tow-in em Jaws ao tubo XXL numa só sessão
janeiro 27
A temperatura caiu a pique e voltou a nevar no Saara
janeiro 27
Era uma vez… Big Kahuna! E já lá vão quase 10 anos…
janeiro 26
Avistadas caravelas-portuguesas nas praias de Sines e Odemira
janeiro 26
Câmara de Cascais sublinha que 'não é possível' praticar surf nas praias