Homepage

  • Reações à inclusão do Surf nos Jogos Olímpicos
    04 agosto 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • ISA e WSL manifestaram a sua satisfação por uma decisão que promete mudar para sempre o paradigma do surf mundial.
  • O dia 3 de agosto de 2016 vai ficar para sempre na história do surf. Após muitos anos de luta, a ISA conseguiu aquilo por que tanto lutou: colocar o surf nos Jogos Olímpicos. Será em Tóquio’2020, no Japão, que a modalidade atingirá o estatuto de olímpica, algo que é visto por muitos como um momento único, embora também existam muitas opiniões contrárias dentro da tribo do surf.

    Comecemos por analisar as principais reações à notícia, que assim que se tornou oficial, durante a noite de ontem, após a votação na 129.ª reunião do COI, tornou-se completamente viral nas redes sociais. Uma das instituições mais visadas nos agradecimentos foi, naturalmente, a Associação Internacional de Surf (ISA), que muito lutou para incluir o surf nos Jogos, algo que já era desejado há mais de 100 anos, pela voz do mítico Duke Kahanamoku, pioneiro do surf e também uma lenda olímpica na natação.

    “Após décadas de trabalho árduo e dedicação, estamos deliciados pelo facto de o surf se ir juntar aos Jogos Olímpicos”, começou por dizer Fernando Aguerre, presidente da ISA. “Este é um momento de viragem no surf mundial. O nosso desporto já tem vindo a aumentar cada vez mais a sua popularidade à volta do Mundo e os Jogos Olímpicos serão uma plataforma incrível para divulgar o surf e mostrar os seus valores únicos”, frisou.

    Aguerre afirmou ainda que espera que o surf adicione algo de especial aos Jogos e garantiu que “o trabalho não para aqui”. “Queremos trabalhar em parceria com o Comité de Tóquio’2020, com muito entusiasmo e energia, de forma a fazer desta estreia do surf como modalidade olímpica um tremendo sucesso”, atirou.

    Quem também sempre apoiou a ISA nesta luta foi a WSL. O organismo máximo do surf competitivo profissional congratulou a decisão do COI através do próprio CEO, Paul Speaker. “Damos os parabéns à ISA e ao seu presidente Fernando Aguerre pelo sucesso da proposta de incluir o surf nos Jogos de Tóquio’2020”, começou por dizer Speaker.

    “Como casa do melhor surf mundial, a WSL vai procurar trabalhar em parceria com a ISA de forma a garantir que o surf vai ser mostrado da melhor forma e com os melhores surfistas do Mundo. É incrível que os nossos atletas tenham a oportunidade de mostrar à vasta audiência olímpica todo o seu talento, representando os seus países”, concluiu.

    Para além das principais organizações do surf a nível internacional e nacional, também os surfistas manifestaram a sua alegria por esta notícia, como foram os casos do campeão mundial em título Adriano de Souza, o jovem rookie norte-americano Kanoa Igarashi, que poderá assim competir no seu país natal, ou do campeão nacional Frederico Morais.

    Entretanto, foram já anunciados alguns moldes em que se dá esta entrada do surf nos Jogos de 2020. A prova será disputada nas ondas de Chiba, cidade que fica a sensivelmente 45 minutos de Tóquio. A competição englobará um total de 40 atletas – 20 na prova masculina e 20 na prova feminina. Apenas a competição de “shortboard” é abrangida nesta entrada olímpica.

    Contudo, ficam ainda algumas dúvidas no ar, que serão, certamente, desfeitas nos próximos tempos. Como funcionará o formato de competição? Será através de heats man-on-man ou de quatro surfistas? Haverá repescagens, como acontece nas provas da ISA e WSL? A acontecer não seria um caso único no sistema olímpico, uma vez que isso acontece no judo, embora os atletas repescados nunca possam chegar à medalha de ouro e prata – apenas à de bronze.

    A outra questão mais complexa é saber se, por exemplo, os surfistas havaianos aceitarão competir pela “mainland”. Irá John John ser a estrela dos Estados Unidos em Tóquio’2020? Aguardamos ansiosamente pela resposta…

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Jogos Olímpicos
  • Tóquio'2020
  • WSL
  • ISA
  • Fotografia
    ISA
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
maio 23
Afinal, o verão poderá não ter temperaturas anormais
maio 23
Sexta-feira é dia de greve pelo clima!
maio 22
LUTA PELO SEGUNDO LUGAR DECIDE-SE EM CARCAVELOS
maio 22
O espanhol Marcos Tapia vence o International Adaptive Surf Open
maio 22
Mais de 10 toneladas de lixo todos os anos na costa açoriana
maio 22
Baleias são esperança na luta contra o cancro
maio 22
Melhor praia fluvial da Europa fica no Alentejo