Homepage

  • Promotor de festival em Ílhavo “desaparece”
    16 agosto 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    JN
  • Fonte
    Fonte: JN
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Entretanto, o promotor garantiu esta tarde que o evento, que foi cancelado, se irá realizar noutra data, para compensar quem tinha comprado bilhete.
  • O Oranja Sound Sunset estava previsto para este fim-de-semana na Praia da Barra, em Ílhavo. O primeiro dia decorreu com apenas 50 pessoas. No dia seguinte, a meio da tarde, o promotor do evento terá “desaparecido” depois de cancelar o festival.

    Esta história insólita é contada pelo “Jornal de Notícias”. O cartaz do festival anunciava a presença de artistas de renome na área da música eletrónica, mas as coisas não correram como planeado. Dessa forma, o promotor do evento acabou por desaparecer do radar, sendo que nem sequer contactou alguns dos artistas contratados.

    O vento e nevoeiro que marcaram presença na noite de sábado poderão ter sido os principais motivos de tão pouca adesão. Estava prevista a atuação do Dj Mastiksoul, que foi alterada para o domingo. Mas às 16 horas do segundo dia do evento, as bilheteiras encontravam-se fechadas, apenas com um papel a dizer que o evento havia sido cancelado devido às “condições meteorológicas”.

    Técnicos de som e artistas tentaram contactar o promotor do evento, mas em vão. Algumas pessoas tentaram reaver o dinheiro do bilhete (7,5 euros por dia) sem sucesso. Revoltados também ficaram os proprietários de bares presentes na festa, pois já tinham adiantado os 750 euros de aluguer do espaço.

    Na página de Facebook do evento existia um aviso a dizer: "Após as condições atmosféricas terem danificado a estrutura do evento, pondo em causa a segurança das pessoas, informamos a todos que lamentamos e o evento está cancelado". Mais tarde, a página foi apagada. Já no site lê-se apenas: "Website em baixo, por incumprimento do acordado por parte da entidade organizadora do festival”.

    O cancelamento do evento terá sido comunicado à Capitania de Aveiro logo no domingo de manhã. “Não houve nenhum impedimento para o festival se realizar, nem da Capitania, nem da Administração do Porto de Aveiro, nem da Câmara Municipal de Ílhavo. Estava tudo autorizado", garantiu Luciano Oliveira, comandante da Capitania do Porto de Aveiro, ao JN.

    Nova data

    Entretanto, o promotor do evento surgiu há momentos nas redes sociais a garantir a realização de uma nova festa noutra data, de forma a compensar as pessoas que já tinham adquirido bilhete para o Oranja Sound Sunset. "Agradeço a todos que compraram bilhetes ou obtiveram pulseiras, que aguardem uma nova edição com data a anunciar", frisou.

    Começando por “apelar à compreensão” dos envolvidos, o promotor culpou “os ventos fortes que se fizeram sentir na noite de sábado” para justificar a decisão do cancelamento, uma vez que os estragos afetaram “a segurança das estruturas, que caíram mais de 50 metros, e a segurança do pórtico de entrada".

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Ílhavo
  • Festival
  • Praia da Barra
  • Fotografia
    JN
  • Fonte
    Fonte: JN
pub
similar News
similar
outubro 21
Costa da Morte, na Galiza, quer ser Reserva Mundial de Surf
outubro 21
Salvamentos aumentaram nas praias portuguesas na época balnear de 2020
outubro 21
Primeira ondulação grande da temporada deverá entrar na Nazaré a partir de domingo
outubro 21
Circuito Regional da Madeira SUP Race arrancou em grande estilo
outubro 21
Bodyboard: Título nacional feminino vai decidir-se na Póvoa de Varzim
outubro 19
Bernardo Jerónimo, o único português a competir no Frontón King, já está na 3ª ronda
outubro 20
Depressão Bárbara: Aviso vermelho alargado a mais 3 distritos do continente
pub