Homepage

  • Mick Fanning vai competir em Trestles
    26 agosto 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • John John Florence, que assumiu a liderança do ranking após a etapa de Teahupoo, assume já o posto de top seed número um, enfrentando Conner Coffin e mais um wildcard na ronda inaugural.
  • Bem, ainda não se trata de uma certeza. Mas, pelo menos, o tricampeão mundial australiano surge no draw. Algo que não aconteceu nos últimos eventos em que esteve ausente. Mick Fanning parece que está assim pronto para interromper o seu “ano sabático” para realizar mais um evento do World Tour 2016.

    Depois de ter competido na perna australiana, Mick Fanning disse um adeus temporário ao Tour, de forma a recuperar forças após um ano de 2015 intenso em emoções. Contudo, Fanning tem surfado em eventos aleatórios. Foi assim nas Fiji e, mais recentemente, em J-Bay, onde venceu o fantasma do ataque do tubarão e também o campeonato.

    Depois de “folgar” em Teahupoo, parece que Eugene está disposto a regressar em Trestles. Curiosamente, num palco onde venceu no ano passado. A confirmar-se, esta será uma noa notícia para os fãs do surf, que veem assim o Hurley Pro Trestles com mais um nome de peso entre os participantes.

    Caso não surjam alterações até à etapa, que se disputa de 7 a 18 de setembro, Mick vai ter pela frente na ronda inaugural um grande amigo seu: Joel Parkinson. A eles junta-se o brasileiro Jadson Andre. Mas o maior destaque vai para o heat de Kelly Slater, que vem de uma vitória incrível no Taiti. Em Trestles, o King vai enfrentar Filipe Toledo e ainda o “aflito” Jeremy Flores.

    John John Florence, que assumiu a liderança do ranking após a etapa de Teahupoo, assume já o posto de top seed número um, enfrentando Conner Coffin e mais um wildcard na ronda inaugural. Mas não deixa de ser curioso que a WSL tenha deixado a cor amarela, correspondente ao líder do ranking, em Matt Wilkinson…

    De fora continuam Owen Wright e Bede Durbidge por lesão. O primeiro já não vai competir mais este ano. O segundo já se encontra a surfar, mas só deverá estar a 100 por cento para regressar no Havai. Seabass e Stu Kennedy continuam a ser os seus substitutos.

    Quanto aos wildcards, um deles será para o experiente Brett Simpson. O californiano ex-top do WCT venceu em julho passado os trials do Hurley Pro Trestles e garantiu assim o regresso, ainda que temporário, à elite mundial. A outra vaga ainda não foi anunciada, mas algo nos diz que será para Dusty Payne. Será?

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • World Tour
  • Mick Fanning
  • Hurley Pro Trestles
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
outubro 20
Sete raias mantidas em cativeiro foram devolvidas ao mar das Berlengas
outubro 18
Praia da Arriba coroou os campeões nacionais de skimboard de 2021
outubro 20
Joel Rodrigues apurado diretamente para a ronda 3 do Frontón King no Open
outubro 19
Joel Rodrigues, o bodyboarder português que enfrenta o Frontón em busca do título mundial júnior
outubro 20
Tomás Lacerda é o primeiro campeão nacional de SUP Downwind
outubro 19
A Vaga Gigante está de regresso e o período de espera já começou!
outubro 18
Bodyboarders profissionais homenagearam o malogrado Tom Morey