Homepage

  • Mega Semadhi conquista a Rip Curl Cup
    02 agosto 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    Rip Curl ! Asia
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Surfista indonésio voltou a vencer este evento especial nos tubos perfeitos de Padang Padang, mostrando que os locais são mesmo especialistas nesta mítica esquerda.
  • Decorreu na madrugada desta terça-feira a 13.ª edição da Rip Curl Cup e as expectativas não foram defraudadas. Os míticos tubos de Padang Padang, em Bali, surgiram repletos de perfeição, com o triunfo final a voltar a ficar nas mãos dos locais. Mega Semadhi repetiu assim a vitória alcançada neste icónico campeonato em 2013.

    Após um primeiro call madrugador, a prova apenas arrancou a meio do dia, quando o tão aguardado swell massivo já havia chegado a Padang Padang e as condições estavam cada vez mais perto da perfeição. Entre o elenco original, destaque apenas para a ausência do havaiano Jamie O’Brien, que foi substituído pelo brasileiro Paulo Moura.

    Após duas rondas sem eliminação, onde se registaram inúmeros tubos pontuados na casa do excelente, incluindo uma nota 10 de Bruce Irons – nem isso valeu ao havaiano a qualificação para a fase seguinte. Clay Marzo – que bom vê-lo de volta aos grandes palcos! -, Mason Ho e Damien Hobgood foram algumas das estrelas que mais se destacaram nesta fase.

    Apurados que estavam os oitos surfistas para a fase eliminatória, começou o verdadeiro espetáculo, surgindo notas 10 com cada vez maior frequência. Apesar de inicialmente estar previsto que esta fase fosse man-on-man, o adiantar da hora fez com que a organização optasse por continuar com baterias de quatro surfistas, sendo que os três surfistas que se destacaram na fase anterior voltaram a fazê-lo. A eles, na final, juntou-se ainda o local Mega Semadhi.

    Com uma nota de 9 pontos e outra onda de 10 pontos – a segunda que fez em todo o evento – Semadhi acabou por provar mais uma vez que em Padang Padang mandam os locais. Com o sol já escondido e cada vez menos luz no céu, o surfista indonésio deixou o norte-americano Damien Hobgood (16,60 pontos) no 2.º posto, o havaiano Mason Ho (15,50) no 3.º e, por fim, o também havaiano Clay Marzo (4.00) no 4.º e último posto do heat de todas as decisões.

    As esquerdas de Padang Padang, que contaram com ondas perfeitas e tubulares entre 6 a 8 pés (na casa dos 2 metros), estiveram assim à altura do acontecimento, oferecendo um grande espetáculo de surf, naquele que é um dos campeonatos do ano e que em 2016 esteve pela primeira vez sob a tutela da WSL.

    Mega Semadhi repetiu assim o triunfo que já havia alcançado em 2013 neste evento especial, sucedendo ao compatriota Garut Widiarta, vencedor em 2014 – em 2015 a prova não se realizou por falta de condições perfeitas. Semadhi junta-se aos compatriotas Bol Adi Putra (2004 e 2005) e Lee Wilson (2006 e 2011) como os surfistas com mais vitórias na Rip Curl Cup. Apenas três surfistas internacionais (Kane Faint em 2007, Jamie O’Brien em 2009 e Chris Ward em 2012) conseguiram “roubar” o título aos locais.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Rip Curl Cup Padang Padang
  • Bali
  • Indonésia
  • Mega Semadhi
  • WSL
  • Fotografia
    Rip Curl ! Asia
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
julho 05
Fantasy Surfer: Vencedor do Allianz Ribeira Grande Pro já tem o prémio
julho 05
Projeto TransforMAR vai fazer têxteis e arte com o plástico recolhido nas praias portuguesas
julho 05
'Maré Alta Maré Baixa - Teatro de Sombras', o evento que vai dar um colorido especial à noite da Praia da Areia Branca
julho 05
Circuito de Surf da Ericeira 2022 arranca no fim de semana para os mais novos
julho 05
'É quase anti-desportivo e desrespeitador', assim define Tiago Pires o cut que houve no CT 2022
julho 04
Anunciada a composição das equipas do 2º Softboard Heroes
julho 04
Encalhou em Silves a baleia que arrojou na Praia dos Salgados e foi devolvida ao mar pela maré