Homepage

  • Havai quer proibir mergulhos com os golfinhos
    29 agosto 2016
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) diz que a fluxo constante de barcos turísticos é o maior causador da perturbação do sonos dos golfinhos.
  • É uma das atividades mais procuradas pelos turistas no Havai, mas pode ter os dias contados. Isto porque os reguladores federais havaianos querem aprovar uma lei de forma a proibir esta atividade. Tudo para preservar o sono e o descanso destes mamíferos.

    Nadar com os golfinhos passará assim a ser uma atividade proibida ou limitada. É durante a noite que os golfinhos-rotador procuram alimento, logo durante o dia necessitam de manter os seus padrões de sono.

    Algo que acaba por ser perturbado com a cada vez maior procura por parte dos turistas que querem nada com golfinhos. A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) diz que a fluxo constante de barcos turísticos é o maior causador da perturbação do sonos dos golfinhos.

    A ideia passar por criar uma zona de exclusão, sendo que estes barcos ficariam impedidos de estar a menos de 45 metros. Caso esta lei seja aprovada pelo governo local, a medida será aplicada a todas as ilhas havaianas.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • havai
  • golfinho
pub
similar News
similar
outubro 30
Estação Salva-vida de Cascais prestou apoio a 5 surfistas
outubro 30
Aprovado projeto do Ericeira Surf Clube para comemorar o 10º aniversário da Reserva Mundial de Surf
outubro 30
Temperaturas amenas e aumento da nebulosidade no fim de semana
outubro 30
Praia de Melides vai ter um novo passadiço
outubro 30
Mais de 375 kg de lixo recolhidos em ação de limpeza costeira em Sesimbra
outubro 30
Outubro está a acabar e pela primeira vez o Mar de Laptev ainda não congelou
outubro 29
Coral com 500 metros de altura foi descoberto na Grande Barreira
pub