Homepage

  • Bede Durbidge regressa na Triple Crown
    12 agosto 2016
    arrow
    arrow
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Bede já se encontra a surfar nas últimas semanas e garante estar 75 por cento recuperado. Por isso, revelou que vai surfar em Haleiwa, Sunset e Pipeline.
  • Bede Durbidge sofreu um grave acidente durante o Billabong Pipe Masters do ano passado, depois de sofrer um violento wipeout que o lesionou na pélvis. Uma lesão delicada, que o chegou a atirar para uma cadeira de rodas durante o início da recuperação. Mas Bede está pronto para o regresso.

    A fratura da pélvis é uma lesão que pode demorar mais de um ano a ser totalmente recuperada, sobretudo quando falamos de um surfista, que tem movimentos muito mais complexos. Contudo, o experiente australiano garante que vai regressar na próxima Triple Crown havaiana.

    Bede já se encontra a surfar nas últimas semanas e garante estar 75 por cento recuperado. Por isso, revelou que vai surfar em Haleiwa, Sunset e Pipeline. Menos de um ano depois, o australiano está de regresso à ação e logo em ondas bem exigentes como as havaianas.

    Bede Durbidge, que está há 12 anos entre a elite mundial e deverá ser um dos contemplados com o wildcard por lesão para o Tour de 2017, a par de Owen Wright, que este ano já não vai realizar qualquer evento, agradeceu ainda o apoio e o auxílio médico prestado pela WSL.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Bede Durbidge
  • Hawaiian Triple Crown
  • Pipeline
  • Fotografia
    WSL
  • Fonte
    Redação
pub
similar News
similar
janeiro 23
Surf to Win apresenta equipa oficial para 2020
janeiro 24
Lewis Pugh é o primeiro humano a nadar sob camada de gelo na Antártida
janeiro 24
Gondomar retira das serras 3 toneladas de lixo por semana
janeiro 22
Tempestade Glória provoca ondulação inédita no Mediterrâneo
janeiro 23
Vem aí o Pacto Português para os Plásticos
janeiro 23
O ornitorrinco pode desaparecer devido à ocupação humana
janeiro 24
Austrália enfrenta praga de aranhas mortíferas