Homepage

  • Aldeia no Alasca obrigada a mudar-se
    22 agosto 2016
    arrow
    arrow
Tags
  • Fonte
    Redação
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Foi realizado um referendo e a maioria optou por dizer “sim” à relocalização. A aldeia irá mudar-se agora para território continental do Alasca.
  • As alterações climatéricas continuam a fazer estragos no planeta. E, desta vez, é uma aldeia no Alasca que vai ser obrigada a relocalizar-se. Os esquimós que habitam em Shishmaref estão de partida para um novo local. Tudo por culpa da erosão costeira e da subida do nível do mar.

    Na verdade, a escolha desta mudança foi feita pelos habitantes da ilha, que se situa no noroeste do Alasca. Embora as alterações climatéricas acabassem por obriga-los a sair, mais tarde ou mais cedo. Foi realizado um referendo e a maioria optou por dizer “sim” à relocalização. A aldeia irá mudar-se agora para território continental do Alasca.

    Dos cerca de 560 habitantes da ilha, cuja população indígena corresponde a 90 por cento, votaram 170 no referendo, dos quais 89 votaram a favor da mudança e 79 contra. Shishmaref fica situada numa ilha de quase cinco quilómetros de comprimento e cerca de 400 metros de largura, mas a subida do nível da água já havia obrigado à reinstalação de 13 casas.

    Contudo, a vontade de mudança já havia sido votada em 2002. E já aí o “sim” havia vencido. Só o alto custo da operação de relocalização impediu a mudança para o continente. Contudo, no ano passado Departamento do Interior norte-americano destinou oito milhões de dólares para todas as comunidades que pretendem mudar-se devido aos efeitos das alterações climáticas.

    Estima-se que no Alasca existam mais 200 comunidades que enfrentam os problemas das alterações climáticas e também elas desejam a mudança de local. Ainda assim, este é um processo complexo, uma vez que só só Shishmaref necessita de cerca de 200 milhões de dólares para fazer esta mudança.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Alasca
  • Fonte
    Redação
similar News
similar
dezembro 06
Próximos dias trazem chuva, vento e muita agitação marítima. São os efeitos colaterais da depressão Barra
dezembro 02
Seleção Nacional de Surf Adaptado já partiu rumo ao Mundial de Pismo Beach
dezembro 03
Mick Fanning: “Ainda não descartei regressar à competição”
dezembro 02
Está de volta o Circuito de Bodyboard da Ericeira!
dezembro 02
Matosinhos Surf School Cup segue para a Praia de Matosinhos
dezembro 02
Avistadas caravelas-portuguesas em diversas praias do continente e nos Açores
dezembro 03
Os dias de sol e céu azul estão de partida: o tempo cinzento regressa no primeiro fim de semana de dezembro