Homepage

  • Em Cascais estacionar, andar de bicicleta e autocarro custa 20 euros
    12 julho 2016
    arrow
    arrow
  • O passe com o custo de 20 euros estará apenas disponível para os residentes em Cascais.
  • A Câmara Municipal de Cascais lançou ontem de manhã um sistema de mobilidade que vai permitir aos munícipes cascalenses que, com apenas um cartão, utilizem uma rede de bicicletas partilhadas, estacionem a viatura e usem os autocarros por 20 euros mensais.
    Os residentes em Cascais vão poder utilizar todos os lugares de estacionamento da cidade (excepto os das zonas vermelhas), alugar bicicletas partilhadas e utilizar a rede de autocarros da cidade por 20 euros mensais. A Câmara de Cascais vai disponibilizar uma rede com 1.200 bicicletas partilhadas e 2.000 estações onde as bicicletas poderão ser estacionadas (onde também poderão ser parqueadas outras bicicletas). Esta é uma das principais características do sistema de mobilidade Mobi Cascais, apresentado esta manhã no Centro de Congressos do Estoril.

    A ideia da autarquia é que, através de um único cartão, os munícipes possam usufruir do estacionamento, que actualmente custa 15 euros, e somar-lhe a rede de bicicletas – a Bicas, bem como o usufruto de uma rede de autocarros municipais que vão ligar, em circuito, os parques de estacionamento e as praias do município – através da linha Surfbus, destinada a surfistas.

    O sistema, desenvolvido em parceria com o Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel (CEIIA), foi apresentado esta manhã pelo vice-presidente da autarquia de Cascais, Miguel Pinto Luz, que chegou ao átrio do Centro de Congressos do Estoril na sua própria bicicleta. O objectivo era demonstrar que as estações de estacionamento podem receber qualquer tipo de bicicleta. Cada uma tem o seu próprio cadeado, para trancar a bicicleta, e também um carregador que servirá para as bicicletas eléctricas.

    Não será necessário comprar o passe de 20 euros só para ter acesso às bicicletas. Quem tiver bicicleta própria e quiser usar a rede de estações do município pagará três euros por mês. Por 10 euros será possível utilizar a rede de bicicletas partilhadas. Por 12,5 euros, os munícipes poderão utilizar a rede de bicicletas e os autocarros, e pelos já referidos 20 euros, soma-se o estacionamento na cidade.
    "Queremos democratizar o acesso à bicicleta em Cascais", assinalou o vice-presidente da autarquia, Miguel Pinto Luz. A autarquia vai facilitar a aquisição de bicicletas "a preços especiais" a todos os alunos das escolas do concelho, e também aos estudantes universitários da Universidade Nova.

    Primeiras bicicletas disponíveis em Agosto

    As primeiras 217 bicicletas estarão ao dispor dos munícipes de Cascais a partir do próximo mês de Agosto. O investimento será feito de forma gradual e só no final de 2017 é que a autarquia prevê disponibilizar as referidas 1.200 bicicletas partilhadas, algumas das quais serão eléctricas. Todas as bicicletas vão ser detectáveis através de GPS e será feito um alerta ao utilizador se forem vandalizadas enquanto estiverem parqueadas.

    A ideia do município é, nos próximos meses, que o passe que dá acesso ao estacionamento, bicicletas e autocarro também possa ser utilizado nos comboios da CP e nos autocarros suburbanos da Scotturb. Pelo mínimo preço possível, apurou o Negócios. A abertura a outros operadores privados, como táxis, Uber ou Cabify, também está em cima da mesa.

    O município pretende construir até ao final de 2017 um total de 70 quilómetros de ciclovias em todo o território, para permitir ligar Carcavelos ao Guincho.

    O passe com o custo de 20 euros estará apenas disponível para os residentes em Cascais. Para os turistas e visitantes será criado um "tarifário próprio" que será apresentado "em breve".

    "Um dos melhores programas" do país

    O secretário de Estado do Ambiente, José Mendes, esteve presente na apresentação do sistema de mobilidade e disse que é um exemplo a nível nacional. "Estou esmagado com o que vejo aqui, é provavelmente um dos melhores programas de mobilidade sustentável em Portugal", assinalou o governante.

    O investimento nas bicicletas resulta, essencialmente, de uma parceria com a empresa JCDecaux, "a exemplo do que acontece em muitas cidades europeias", notou Miguel Pinto Luz. Adicionalmente, a Câmara de Cascais também tem pedido aos promotores imobiliários que investem no concelho que contribuam para esta rede, revelou o vice-presidente. A rede de autocarros é financiada com as receitas do estacionamento. Em suma, "o investimento da Câmara de Cascais é nulo".


    Fotografia: Husond


    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Cascais
  • Passe
  • Comboio
  • Bicicleta
  • Carro
  • Estacionamento
  • Câmara Municipal de Cascais
  • Surf
  • Praia
  • Transporte
pub
similar News
similar
maio 22
LUTA PELO SEGUNDO LUGAR DECIDE-SE EM CARCAVELOS
maio 22
O espanhol Marcos Tapia vence o International Adaptive Surf Open
maio 22
Mais de 10 toneladas de lixo todos os anos na costa açoriana
maio 22
Baleias são esperança na luta contra o cancro
maio 22
Melhor praia fluvial da Europa fica no Alentejo  
maio 21
ZMAR: Férias de verão na Costa Alentejana
maio 21
Jovem cachalote dá à costa com estômago cheio de plástico