Homepage

  • Em Cascais estacionar, andar de bicicleta e autocarro custa 20 euros
    12 julho 2016
    arrow
    arrow
  • O passe com o custo de 20 euros estará apenas disponível para os residentes em Cascais.
  • A Câmara Municipal de Cascais lançou ontem de manhã um sistema de mobilidade que vai permitir aos munícipes cascalenses que, com apenas um cartão, utilizem uma rede de bicicletas partilhadas, estacionem a viatura e usem os autocarros por 20 euros mensais.
    Os residentes em Cascais vão poder utilizar todos os lugares de estacionamento da cidade (excepto os das zonas vermelhas), alugar bicicletas partilhadas e utilizar a rede de autocarros da cidade por 20 euros mensais. A Câmara de Cascais vai disponibilizar uma rede com 1.200 bicicletas partilhadas e 2.000 estações onde as bicicletas poderão ser estacionadas (onde também poderão ser parqueadas outras bicicletas). Esta é uma das principais características do sistema de mobilidade Mobi Cascais, apresentado esta manhã no Centro de Congressos do Estoril.

    A ideia da autarquia é que, através de um único cartão, os munícipes possam usufruir do estacionamento, que actualmente custa 15 euros, e somar-lhe a rede de bicicletas – a Bicas, bem como o usufruto de uma rede de autocarros municipais que vão ligar, em circuito, os parques de estacionamento e as praias do município – através da linha Surfbus, destinada a surfistas.

    O sistema, desenvolvido em parceria com o Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel (CEIIA), foi apresentado esta manhã pelo vice-presidente da autarquia de Cascais, Miguel Pinto Luz, que chegou ao átrio do Centro de Congressos do Estoril na sua própria bicicleta. O objectivo era demonstrar que as estações de estacionamento podem receber qualquer tipo de bicicleta. Cada uma tem o seu próprio cadeado, para trancar a bicicleta, e também um carregador que servirá para as bicicletas eléctricas.

    Não será necessário comprar o passe de 20 euros só para ter acesso às bicicletas. Quem tiver bicicleta própria e quiser usar a rede de estações do município pagará três euros por mês. Por 10 euros será possível utilizar a rede de bicicletas partilhadas. Por 12,5 euros, os munícipes poderão utilizar a rede de bicicletas e os autocarros, e pelos já referidos 20 euros, soma-se o estacionamento na cidade.
    "Queremos democratizar o acesso à bicicleta em Cascais", assinalou o vice-presidente da autarquia, Miguel Pinto Luz. A autarquia vai facilitar a aquisição de bicicletas "a preços especiais" a todos os alunos das escolas do concelho, e também aos estudantes universitários da Universidade Nova.

    Primeiras bicicletas disponíveis em Agosto

    As primeiras 217 bicicletas estarão ao dispor dos munícipes de Cascais a partir do próximo mês de Agosto. O investimento será feito de forma gradual e só no final de 2017 é que a autarquia prevê disponibilizar as referidas 1.200 bicicletas partilhadas, algumas das quais serão eléctricas. Todas as bicicletas vão ser detectáveis através de GPS e será feito um alerta ao utilizador se forem vandalizadas enquanto estiverem parqueadas.

    A ideia do município é, nos próximos meses, que o passe que dá acesso ao estacionamento, bicicletas e autocarro também possa ser utilizado nos comboios da CP e nos autocarros suburbanos da Scotturb. Pelo mínimo preço possível, apurou o Negócios. A abertura a outros operadores privados, como táxis, Uber ou Cabify, também está em cima da mesa.

    O município pretende construir até ao final de 2017 um total de 70 quilómetros de ciclovias em todo o território, para permitir ligar Carcavelos ao Guincho.

    O passe com o custo de 20 euros estará apenas disponível para os residentes em Cascais. Para os turistas e visitantes será criado um "tarifário próprio" que será apresentado "em breve".

    "Um dos melhores programas" do país

    O secretário de Estado do Ambiente, José Mendes, esteve presente na apresentação do sistema de mobilidade e disse que é um exemplo a nível nacional. "Estou esmagado com o que vejo aqui, é provavelmente um dos melhores programas de mobilidade sustentável em Portugal", assinalou o governante.

    O investimento nas bicicletas resulta, essencialmente, de uma parceria com a empresa JCDecaux, "a exemplo do que acontece em muitas cidades europeias", notou Miguel Pinto Luz. Adicionalmente, a Câmara de Cascais também tem pedido aos promotores imobiliários que investem no concelho que contribuam para esta rede, revelou o vice-presidente. A rede de autocarros é financiada com as receitas do estacionamento. Em suma, "o investimento da Câmara de Cascais é nulo".


    Fotografia: Husond


    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Tags
  • Cascais
  • Passe
  • Comboio
  • Bicicleta
  • Carro
  • Estacionamento
  • Câmara Municipal de Cascais
  • Surf
  • Praia
  • Transporte
pub
similar News
similar
agosto 19
Julho foi o mês mais quente de sempre no Alasca
agosto 19
Australiano concebe drone para evitar ataques de tubarões a surfistas
agosto 19
Água do mar tem estado mais fria no Algarve do que no Minho
agosto 19
Dugongo mais famoso do mundo morre com plástico no estômago
agosto 19
Temperaturas vão subir e as noites serão 'tropicais'
agosto 19
Buondi Girls Session animou Praia de Carcavelos
agosto 16
Inscrições abertas para curso de Treinadores de Surfing Grau I