Homepage

  • Liga Moche regressa ao Porto na próxima semana
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • Sumol Porto Pro recebe os melhores surfistas portugueses entre os dias 13 e 15 de Maio
  • A Liga MOCHE, principal competição nacional de surf e que atribui os títulos de campeões nacionais, está de volta ao Porto e a Matosinhos. Entre os dias 13 e 15 de Maio, a Praia Internacional volta a receber os melhores surfistas nacionais que, durante três dias de muita ação, vão disputar a vitória no Sumol Porto Pro.
     
    Marcando precisamente o meio do ano, ao ser a terceira de cinco etapas que compõe a Liga MOCHE, o Sumol Porto Pro destaca-se ainda por nas últimas quatro edições ter sido a etapa que “definiu” o campeão nacional: desde 2012 que o surfista que vence na Invicta é aquele que se sagra vencedor da Liga MOCHE desse ano.
     
    João Guedes, surfista local, campeão nacional em 2009, reconhece a importância do Sumol Porto Pro e mostra-se ansioso por competir em casa. “Ainda que não tenha frequentemente altas ondas, esta etapa tem sempre ondas divertidas para competir e onde os surfistas podem ter boas performances. Para mim, é uma prova onde gosto de competir porque tenho sempre o apoio da minha família e amigos, o que me dá imensa força, embora alguma pressão acrescida para conseguir um bom resultado. Nunca ganhei uma etapa no Porto e é uma vitória que gostava de ter para agradecer a todas as pessoas da região que me apoiam” explica o atual 12º classificado da Liga MOCHE.
     
    Outra novidade do Sumol Porto Pro é a parceria conjunta dos Municípios do Porto e de Matosinhos que constitui o suporte institucional local, mantendo-se o palco principal do evento na Praia Internacional (Porto) e a Praia de Leça da Palmeira (Matosinhos) em alternativa. A 3ª etapa da Liga Moche integra também a vasta agenda do Wave Series 2016.
     
    Para ​​Rui Moreira, Presidente da Câmara Municipal do Porto, “Apesar de este ser um desporto que continua muito centralizado na zona da Grande Lisboa, a verdade é que o Porto tem vindo a reforçar cada vez mais a sua relação com o Surf, aproveitando este ativo natural que é a sua costa atlântica. Juntamente com Matosinhos, com quem partilhamos esta excecional frente marítima, temos vindo a partilhar experiências e a potenciar sinergias, promovendo a realização de cada vez mais provas nas nossas praias, mas também muitas outras atividades paralelas que incluem, por exemplo, batismos de surf para crianças, cursos oficiais para juízes e ações de sensibilização. O objetivo comum é promover o potencial turístico da nossa costa e afirmar as praias do Porto e de Matosinhos como locais de eleição para a prática do surf e de outros desportos ligados ao mar. Naturalmente, o regresso da Liga MOCHE à cidade do Porto constitui para nós uma parte fundamental desta estratégia, quer pela oportunidade de termos aqui a competir os melhores surfistas nacionais, quer pelo espetáculo que, seguramente, esta prova vai proporcionar aos muitos espetadores que se deslocarão à Praia Internacional do Porto para assistir a esta prova. Estou certo que vai ser mais um sucesso a todos os níveis, tanto do ponto de vista desportivo como da promoção e afirmação desta modalidade.”
     
    Esta visão é partilhada por Guilherme Pinto, Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, que explica que “Matosinhos é uma cidade especialmente vocacionada para o surf e que vê nesta atividade desportiva também um importante factor de incremento económico e de preservação ambiental. Não foi, pois, por acaso que a cidade foi considerada por várias publicações um dos melhores spots urbanos para a prática da modalidade, como não é por acaso que partilhamos com o Porto a promoção do Wave Series 2016. Para além do troço contínuo de costa que temos em comum, une-nos também a vontade de, juntos, conferirmos dimensão e escala a um conjunto de atividades que, por si só, justificam que se derrubem as fronteiras e os limites administrativos dos nossos territórios, transformando-as em grandes eventos que cheguem a um público cada vez mais alargado”.

    Por sua vez Samuel Carvalho, Brand Manager do Moche, afirma que "Abril foi um mês a todo o gás para Frederico Morais com uma grande vitória no Allianz Caparica Pro e a brilhante conquista da etapa do mundial de qualificação de Martinica, no qual Vasco Ribeiro ficou em 5º lugar. Tanto na Caparica como em Martinica, a final foi repetida e entre Frederico Morais e Gony Zubizarreta, evidenciando fortemente o nível de surf mundial da Liga Moche e dos atletas da Moche Surf Team. Agora de regresso a casa, os melhores surfistas nacionais rumam a norte, para a etapa que atrai uma grande multidão à Praia Internacional e onde os nossos surfistas sentem um carinho especial do público. O Sumol Porto Pro está aí! Espera-se um ataque forte do Vasco Ribeiro, Tiago Pires e Teresa Bonvalot à conquista do troféu que lhes escapou nas duas primeiras etapas. Tudo pode acontecer. A Liga MOCHE está On… Fire!​"

    Mafalda Carvalho, gestora de patrocínios e eventos da marca Sumol, refere que​ “Em linha com o posicionamento assumido pela marca em 2015, centrado na ideia de otimismo contagiante e dirigido a um target mais jovem, a Sumol regressa à Invicta, na Praia Internacional, com o patrocínio ao Sumol Porto Pro, mais uma grande competição nacional de surf, evento onde esperamos reunir, à semelhança dos outros anos, muitos entusiastas da modalidade. Sumol e o Surf partilham valores e targets comuns, com a promoção de um estilo de vida saudável e de comunhão entre entretenimento e natureza para todos aqueles que são otimistas e podem transformar momentos normais em qualquer coisa de inesperado, divertido e irrepetível, esta é não só a experiência de beber Sumol como a de praticar surf. O regresso à Liga, sendo a principal competição nacional, reforça ainda mais esta relação da marca com o surf.”

    Para Francisco Rodrigues, presidente da Associação Nacional de Surfistas, “O Sumol Porto Pro é uma das provas do ano com mais público e apoio aos melhores surfistas nacionais, criando um ambiente especial e onde todos querem brilhar. É também uma etapa de forte fomento desportivo para o cada vez mais desenvolvido polo de Surf da região do Grande Porto. Além disto, no final desta etapa, a Liga Moche entra na segunda metade, começando-se assim a encurtar a lista de candidatos reais aos títulos de campeão e campeã nacional. Boa sorte a todos os surfistas em competição!”.

    Para confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

     

Tags
  • Moche
  • liga moche 2016
  • Sumol Porto Pro
  • surf
  • Praia Internacional do Porto
  • MAtosinhos
  • Live
  • frederico morais
  • João Guedes
pub
similar News
similar
janeiro 17
Comunidade do longboard ajuda os animais vítimas dos fogos na Austrália
janeiro 17
Agitação marítima arrasta duas pessoas na Califórnia (Vídeo)
janeiro 17
Nestlé investe 1,86 mil milhões de euros na reciclagem de plásticos
janeiro 17
Os jovens são fundamentais para a defesa dos oceanos
janeiro 10
Interferência no Canhão? João de Macedo e Everaldo Pato mostram o contrário
janeiro 16
Projeto da 'praia' ecológica no Tejo deverá ser conhecido este ano
janeiro 12
Lisboa terá uma 'praia' em pleno rio Tejo