Homepage

  • Chuva, Frio e Agitação Marítima no dia dos namorados
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • Chuva e vento fortes, agitação marítima e descida das temperaturas mínimas e máximas vão marcar tempo no fim de semana em Portugal continental
  • Chuva e vento fortes, agitação marítima e descida das temperaturas mínimas e máximas vão marcar tempo no fim de semana em Portugal continental, tendo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocado sete distritos em ‘Aviso Laranja’.

    Swell do Ano chega este fim de semana

    De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa estão sob 'Aviso laranja'.

    O meteorologista Ricardo Tavares, do IPMA, disse à Lusa que nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro e Coimbra prevê-se que os valores da precipitação acumulada possam atingir 200 milímetros em 48 horas, pelo que se encontram sob ‘Aviso Laranja’ até às 18:00 de sábado.

    O 'Aviso Laranja' é o segundo mais grave numa escala de quatro e significa uma situação meteorológica de risco moderado a elevado.

    “Hoje e amanhã [sábado], vamos ter precipitação por todo o território, em especial nas regiões norte e centro e a litoral a norte do cabo Mondego. A precipitação vai colocar em ‘Aviso Amarelo’ todas as regiões a norte e centro”, antecipou Ricardo Tavares.

    O meteorologista realçou ainda que o vento soprará forte durante o fim de semana, com a situação a agravar-se no domingo, com as rajadas que podem vir a atingir os 85 quilómetros/hora no litoral e os 110 km/hora nas terras altas.

    Também no domingo e devido ao estabelecimento de um fluxo forte de noroeste, com transporte de ar polar, haverá uma descida significativa das mínimas e das máximas, queda de neve, intensificação do vento e aumento da agitação marítima, de acordo com o especialista.

    Ricardo Tavares explicou que a descida das temperaturas máximas e mínimas vai ser na ordem do 4 a 5 graus Celsius, continuando a descer no início da próxima semana, sendo esperadas na segunda-feira temperaturas no litoral oeste abaixo dos cinco graus, enquanto nas regiões norte e centro do país são esperadas termómetros abaixo dos zero graus.

    “No domingo, com a entrada do ar mais frio e continuação de precipitação em forma de aguaceiros, vamos ter queda de neve nas quotas baixas, acima dos 600 metros de altitude, com acumulação de neve que pode ser superior a 5 cm”, avançou.

    Ricardo Tavares alertou ainda para a agitação marítima já a partir de sábado, com ondas de quatro a cinco metros de altura esperadas a norte do Cabo Raso, enquanto no domingo podem chegar aos 12 metros de máxima, o que levou o IPMA a colocar sob ‘Aviso Laranja’ todo o país.

    Os distritos do Porto, Braga e Viana do Castelo vão estar sob 'Aviso Laranja' por causa da agitação marítima entre as 09:00 e as 18:59 de domingo, dia 14, com o IPMA a alertar para ondas de noroeste com cinco a sete metros, que podem atingir entre 10 a 12 metros de altura máxima.

    Também os distritos de Lisboa, Leiria, Coimbra e Aveiro estão também sob 'Aviso Laranja' por causa da agitação marítima, entre as 09:00 e as 18:59 de domingo, com ondas de noroeste com cinco a sete metros que podem chegar aos 12 metros de altura máxima.

    Fotografia: Alyssa Herij Fonte: TVI24

Tags
  • fim de semana
  • Dia dos Namorados
  • meteorologia
  • ipma
  • Instituto Português do Mar e da Atmosfera
  • Marinha Portuguesa
  • ondas grandes
  • Chuva forte
  • frio
  • Agitação marítima
  • Aviso Laranja
similar News
similar
janeiro 24
Arranca este sábado curso de Treinadores de Nível 1 na Caparica
janeiro 24
Inscrições disponíveis para os primeiros cursos de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal em 2022
janeiro 24
Descoberto um dos maiores recifes de coral do mundo no Taiti
janeiro 24
Homem de 57 anos passa 27 horas consecutivas no Pacífico e sobrevive ao tsunami no Tonga
janeiro 23
Documentário sobre o 7º Capítulo Perfeito vai ser transmitido este domingo na TV portuguesa
janeiro 20
Investigação pede fim do 'consumo excessivo' para travar perda da biodiversidade
janeiro 20
Colónia de peixes com 60 milhões de ninhos é descoberta na Antártida