Homepage

  • 8 barras condicionadas devido à agitação marítima forte
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje na costa ocidental ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros
  • Seis barras do continente estão fechadas à navegação, esta terça-feira, e outras duas condicionadas devido à previsão de agitação marítima forte, de acordo com informação disponível na página da Marinha na Internet. 

    Previsões do estado do tempo para hoje

    Segundo a Marinha portuguesa, as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e São Martinho do Porto estão hoje fechadas a toda a navegação devido à agitação marítima, com ondas que podem chegar aos quatro metros. 

    A Marinha indica também que as barras de Aveiro e da Figueira da Foz estão fechadas a embarcações com calado inferior a 15 e 35 metros, respetivamente. 

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje na costa ocidental ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros, aumentando para 3,5 a 4 metros a norte do Cabo Raso. 

    Na costa sul, segundo o IPMA, prevê-se ondas de sudoeste inferiores a 1 metro.

    Previsão de Surf para esta semana

    Para confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reportspreparada para essa finalidade. 

Tags
  • Marinha Portuguesa
  • ipma
  • Instituto Português do Mar e da Atmosfera
  • barras maritimas
  • Agitação marítima
  • mar
  • perigo
  • ondas
similar News
similar
janeiro 24
Arranca este sábado curso de Treinadores de Nível 1 na Caparica
janeiro 24
Inscrições disponíveis para os primeiros cursos de Treinadores de Surfing Grau I da ASI Portugal em 2022
janeiro 24
Descoberto um dos maiores recifes de coral do mundo no Taiti
janeiro 24
Homem de 57 anos passa 27 horas consecutivas no Pacífico e sobrevive ao tsunami no Tonga
janeiro 23
Documentário sobre o 7º Capítulo Perfeito vai ser transmitido este domingo na TV portuguesa
janeiro 20
Investigação pede fim do 'consumo excessivo' para travar perda da biodiversidade
janeiro 20
Colónia de peixes com 60 milhões de ninhos é descoberta na Antártida