Homepage

  • Medina maior que Neymar?
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
  • Medina foi o ídolo mais procurado para publicidade no Brasil nos últimos meses
  • Uma análise de peritos em publicidade constatou que desde o início de 2015 até a primeira quinzena de janeiro deste ano, o campeão mundial de surf Gabriel Medina é o grande líder no ranking dos desportistas mais procurados pelas empresas no Brasil.

    Na sequência, o futebolista Neymar, que atualmente joga fora do país no Barcelona em Espanha, aparece em segundo lugar.  O ex-jogador Raí, aposentado dos relvados, ocupa o terceiro posto. O argentino Lionel Messi, eleito em 2016 pela quinta vez o melhor jogador de futebol do mundo, é o quinto mais cotado pelos anunciantes no Brasil e o lutador de MMA Victor Belfort, é o sexto .

    Em tempos de crise, os investimentos em média no ano passado caíram cerca de 8% e para evitar riscos com a contratação de garotos-propaganda não tão conhecidos pelo grande público, as empresas têm vindo a apostar as suas fichas em nomes mais visados, investindo então  em desportos que passam por um bom momento, como é o caso do surf e de Medina. Mesmo que os nomes escolhidos pelas marcas não estejam participando dos jogos olímpicos, essa foi a estratégia encontrada para falar de desporto no ano do maior evento do mundo.

    Segundo fontes responsáveis pelo setor, ter um atleta popular nos anúncios custa caro. No caso do Gabriel Medina, no ar em campanhas da Oi, Ambev, Procter & Gamble, Samsung e Bayer, o cachê oscila entre 300 mil e  500 mil reais. Para ter Neymar, o valor não sai por menos de 1 milhão de reais. Já para um Messi ou Cristiano Ronaldo, o valor supera  2 milhões de dólares ao ano.

    Fonte: Woohoo

Tags
  • Neymar
  • gabriel medina
  • oi
  • Publicidade
  • Futebol
  • surf
  • Jogos Olímpicos
  • Brasil
  • Cristiano Ronaldo
  • Messi
pub
similar News
similar
julho 10
Projeto TransforMAR está de regresso às praias nacionais e vai ajudar 15 IPSS
julho 10
Praia da Parede continua interdita a banhos
julho 10
Fluxo anormal de água atinge acesso da Praia de Carcavelos
julho 10
Novo fim de semana com muito calor a caminho
julho 10
Okahina, a quarta tecnologia de ondas que promete três piscinas em França
julho 09
Os banhos estão interditos na Praia da Parede
julho 10
Praia no Rio de Janeiro? Só depois de haver vacina para a Covid-19
pub