Homepage

  • Marginal cortada para remoção de baleia
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • A baleia-comum é o segundo maior mamífero do mundo, podendo atingir 27 metros de comprimento.
  • A Autoridade Marítima vai hoje, 11.01.2016, proceder à remoção da carcaça do cetáceo - uma baleia-comum, ainda juvenil, com oito a dez metros de comprimento – que, depois de ter andado à deriva deu à costa na tarde de sábado junto à praia da Parede e se encontra na enseada do Hospital de Sant’Ana.
     
    Para realização destas operações, que contam com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, através do Serviço de Proteção Civil Municipal, Cascais Ambiente, Cascais Próxima e Polícia Municipal, a Avenida Marginal vai estar cortada ao trânsito hoje, nos dois sentidos, entre as 17h00 e as 24h00, no troço entre a Rotunda da Av. Jorge V (em frente à Praia de Carcavelos) e os semáforos da Parede.
     
    O trânsito será desviado para o interior de Carcavelos e Parede, sugerindo-se que, se possível, se evite esta zona da Av. Marginal durante este período.
     
    Agradecemos a sua compreensão e apresentamos desculpa por eventuais incómodos causados. 
     
    Cascais, 11 de janeiro de 2016
    CM Cascais

    A baleia-comum é o segundo maior mamífero do mundo, podendo atingir 27 metros de comprimento.

     

Tags
  • parede
  • Carcavelos
  • cetaceo
  • Baleia
  • praia
  • marginal
similar News
similar
dezembro 03
FPS agradece todo o 'trabalho' e 'dedicação' de Teresa Bonvalot
dezembro 02
Primeiro fim de semana de dezembro vai ser frio, cinzento e chuvoso
dezembro 02
Grupos central e oriental dos Açores com aviso amarelo devido ao mau tempo e mar agitado
dezembro 02
Seleção Nacional de Surf Adaptado já partiu para o Mundial ISA 2022
dezembro 02
Ericeira Surf Clube participa em projeto que promove a sustentabilidade ambiental e não só
novembro 30
Chuva não fica para o feriado: sol vai brilhar
novembro 29
Governo australiano é contra a inclusão da Grande Barreira de Coral na lista de Património Mundial em perigo