Homepage

  • Joana Schenker em entrevista
    19 maio 2016
    arrow
    arrow
powered by
  • Meo
  • Mercedes
  • Buondi
Segue-nos nas redes
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Joana Schenker medalha de bronze no Mundial da ISA fala da "melhor época de sempre" e perspectiva 2016 ambicioso
  • Joana Schenker, algarvia de origem alemã de 28 anos, alcançou a medalha de bronze no Mundial de Bodyboard da ISA (International Surfing Association), em Iquique, Chile, no passado dia 13 de Dezembro. Troféu que completa um naipe quase perfeito a que se juntam o triunfo no Circuito Europeu de Bodyboard e o título nacional

    - Agora que já passou o deslumbramento da medalha, e volvidas algumas semanas após o regresso do Chile, como avalias a tua prestação no Mundial?

    JS – No geral, estou satisfeita porque cumpri o objectivo inicial a que me tinha proposto: chegar à final. E mais ainda porque quando começou a competição e percebi o nível muito alto das minhas adversárias, percebi que ia ser muito complicado. Assim, com tudo isto, o terceiro lugar é um excelente resultado.

    - Mas dito isto, e ao avaliar a tua prestação ao longo da prova,  ficou a sensação que poderias ter feito melhor ainda…

    JS – Sim, é verdade, admito que sim. Mas estes campeonatos não são provas de regularidade. Fazemos tudo para chegar à final e é na final que tudo se decide. Houve poucas ondas e factores como a sorte e a experiência contam muito. Veja-se o que aconteceu com a Neymara Carvalho, que usou essa experiência para apanhar uma onda nos momentos finais da bateria e ultrapassar-me para a prata. No caso da vencedora, a Cecile Lacoste, ela fez uma melhor escolha de ondas e é por isso que se sagrou campeã do Mundo. Numa final naquelas condições, é fundamental a selecção das ondas.

    - Uma medalha de bronze no Mundial a juntar aos títulos no Europeu e no Nacional. Consideras que esta é a tua melhor temporada de sempre?

    JS: Sim, sem dúvida! Há anos que trabalho muito para isto e este ano tudo se encaixou na perfeição para aquela que considero a minha melhor época desportiva de sempre.

    - Falando especificamente desta medalha de bronze no Chile, pensas que poderá mudar alguma coisa na tua carreira daqui para a frente?

    JS: Obviamente que gostava que esta medalha mudasse alguma coisa, nomeadamente em termos de apoios e patrocínios mas, sinceramente, não estou à espera de nada.

    - Para 2016, quais os desafios a que te propões? Uma presença mais consistente no Circuito Mundial Profissional (APB – Association of Professional Bodyboarders) parece ser o passo seguinte mais lógico…

    JS: Sim, vou continuar a apostar nos circuitos nacional e europeu e investir mais no Mundial, aproveitando até o facto de, este ano, termos 3 etapas em Portugal (Sintra, Nazaré e Viana do Castelo). O objectivo passa por fazer 4 etapas do calendário do Mundial APB, mais do que isso, dependerá dos eventuais apoios que possam surgir.

     Boa sorte e muitas conquistas para 2016 Joana!

     

Tags
  • Joana Schenker
  • bodyboard
  • Surf
  • ISA
pub
similar News
similar
julho 15
Portugal defende título europeu em Santa Cruz
julho 17
Santa Cruz no radar do Nacional de Bodysurf
julho 17
Portugueses convidados para prova de ondas grandes no Brasil
julho 17
Gregos querem punir turistas que apedrejaram peixe-espada
julho 17
Alforreca gigante avistada por mergulhadora
julho 17
Liga MEO Surf no top dos eventos mais reputados em Portugal
julho 17
Mais de 30 tartarugas encontradas mortas em praias no Brasil