Homepage

  • Mercedes-Benz reforça aposta na marca EQ Power
    23 agosto 2019
    arrow
    arrow
  • Construtor alemão desenvolveu os novos Classe A e Classe B Plug-In Hybrid, que serão lançados no final do presente ano.
  • Os modelos híbridos plug-in são um marco importante rumo à condução sem emissões de gases poluentes.

    Uma realidade à qual a Mercedes-Benz Cars está atenta e na qual desenvolve os seus modelos sob a marca EQ Power.

    As mais recentes adições a esta 'família eléctrica' são os novos Classe A 250e, Classe A 250e Limousine e o Classe B 250e. Inovação que permite celebrar a estreia, na Mercedes-Benz, dos modelos de família de compactos equipados com cadeia cinemática híbrida de terceira geração.

    Com estes novos modelos, pela primeira vez num Mercedes-Benz, o motor de combustão é ligado pelo motor eléctrico.

    O lançamento no mercado irá ocorrer no final deste ano e os preços serão conhecidos brevemente. 

    Estratégia Plug In Hybrid da Mercedes-Benz

    Os modelos híbridos plug-in oferecem aos clientes o melhor de ambos os mundos: nas zonas urbanas podem conduzir os seus veículos em modo totalmente elétrico, enquanto durante as longas viagens beneficiam da autonomia do motor de combustão.

    Tornam o veículo mais eficiente em termos gerais porque podem recuperar a energia durante as manobras de travagem e ainda permitir que o motor de combustão funcione em condições favoráveis.

    A EQ Power também proporciona um desempenho extremamente dinâmico. EQ Power+ representa a tecnologia híbrida de elevado desempenho que a Mercedes-AMG já aplica com sucesso na Fórmula 1 e que será implementada no futuro em veículos de produção em série.

    Até ao final de 2019, a Mercedes-Benz terá mais de dez modelos híbridos plug-in disponíveis – um portfólio que inclui desde modelos compactos até ao porta-estandarte Mercedes-Benz Classe S. O objetivo consiste em oferecer aos clientes bem mais de 20 versões de modelos em 2020.

    Os novos híbridos plug-in do Classe S, E e C com autonomias elétricas de até 50 quilómetros de acordo com a NEDC, foram revelados no ano passado.

    Nos modelos Classe C e Classe E, a Mercedes-Benz é o único fabricante a combinar motores Diesel com tecnologia plug-in, oferecendo esta configuração nas versões Limousine e Station.

    A atualização do GLC com a EQ Power já foi iniciada. Também equipado com a cadeia cinemática híbrida de terceira geração, proporciona o ponto de entrada no segmento SUV.

    O próximo membro da família EQ Power será o GLE – com uma autonomia prevista de cerca de 100 quilómetros, aponta o caminho a seguir para uma experiência de condução elétrica ainda mais potente.

     

Tags
  • Mercedes-Benz
  • Mercedes-Benz Portugal
  • Automóveis
  • Portugal Continental
  • Classe A
  • Classe B
  • Classe A Limousine
  • EQ Power
  • Plug-in Hybrid
pub

Notícias Relacionadas