Homepage

  • WSL com novidades para o Surf Ranch Pro
    01 agosto 2018
    arrow
  • Formato do evento, competição de exibição de aéreos e wildcard feminina já foram desvendados ao longo das últimas semanas.
  • É já dentro de apenas um mês que o mundo do surf vai assistir à estreia do Surf Ranch, a famosa piscina de ondas desenvolvida por Kelly Slater, no World Tour. O Surf Ranch Pro vai ser a primeira etapa realizada em ondas artificiais a contar para o título mundial de surf, desde 1985, quando o WCT passou por uma piscina de ondas no Japão. De 6 a 9 de setembro todos os olhares vão estar em Lemoore, Califórnia, onde irá decorrer o Surf Ranch Pro. E as novidades já são muitas.

    Depois de ter ali realizado a Founders Cup, evento de teste que marcou a estreia do Surf Ranch nas competições transmitidas globalmente, e que tanta curiosidade despertou ao redor do planeta, a WSL divulgou no início de julho algumas novidades para a tão aguardada oitava etapa do World Tour 2018, anunciando outras com o decorrer do mês. A última delas foi o wildcard atribuído à havaiana Bethany Hamilton para a prova feminina.

    Outra das novidades será a realização de um evento de exibição de aéreos. Talvez para mostrar as novidades da onda artificial, que já deverá contar com uma secção melhorada para aéreos. Outro evento destes irá acontecer também em França, devendo isto servir como “rampa de lançamento” para um eventual futuro circuito mundial de aéreos.

    Em Lemoore irá acontecer assim o Air Invitational, que contará com 18 dos maiores especialistas de surf progressivo do Mundo. Alguns deles membros do World Tour, outros deles escolhidos pelos fãs, via redes sociais, segundo anunciou a própria WSL.  Chippa Wilson, Filipe Toledo, Mikey Wright ou Albee Layer, que participou diretamente no desenvolvimento da nova secção da onda, são alguns dos nomes já confirmados. O antigo top do CT Josh Kerr é uma das “mentes” por trás deste evento.

    Também já são conhecidas algumas novidades em relação ao formato do evento, ficando esse mais próximo do que aconteceu na Founders Cup do que com aquilo que se passa atualmente no World Tour. Resumindo, os 36 participantes masculinos e as 18 femininas irão competir numa primeira fase, onde a melhor esquerda e a melhor direita surfadas irão compor o score final, que depois irá determinar o top 8 masculino e top 4 feminino.

    No domingo irá ser realizada a final do tão aguardado Surf Ranch Pro e só estarão em prova 12 surfistas, os tais 8 na prova masculina e 4 na prova feminina. Tudo o resto é ainda subjetivo, pois a WSL apenas explicou esta fase. A pontuação a atribuir aos surfistas no final da etapa, a contar para o ranking, também ainda é uma dúvida. Nas próximas semanas deverão surgir mais novidades e respostas que esclareçam estas dúvidas.

    Por fim, há ainda a registar os preços das entradas para este que se espera um mega evento de surf. Ora, um bilhete para os três dias do evento – sexta a domingo – custa 199 dólares para adultos. Um bilhete diário fica pelos 99 dólares. Os bilhetes de crianças têm desconto. Há ainda disponíveis bilhetes VIP, que ficam pela “módica quantia” de 499 dólares.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria