Homepage

  • Vasco Ribeiro junta-se à armada em África
    07 junho 2018
    arrow
  • Vasco junta-se a Pedro Coelho e Henrique Pyrrait no QS1500 de Port Elizabeth, que servirá de "aquecimento" para Ballito.
  • O circuito WQS está neste momento centrado na África do Sul, estando todas as atenções centradas no primeiro QS10000 da temporada, que se realizará no final do mês em Ballito. No entanto, até lá, a perna sul-africana ainda conta com vários campeonatos. A armada lusa tem andado por lá representada por Pedro Coelho e Henrique Pyrrait. E a eles vai juntar-se ainda Vasco Ribeiro.

    O atual campeão nacional está de partida para África, onde vai juntar-se aos compatriotas no Volkswagen SA Open of Surfing pres by Hurley, um QS1500 que se disputa entre 19 e 24 de junho em Port Elizabeth, e que servirá de rampa de lançamento para o tão aguardado Ballito Pro.

    Vasco será mesmo o top seed número 1 deste campeonato, beneficiando ainda do seeding com que terminou o WQS em 2017. De resto, serão apenas cinco os surfistas presentes que pertencem ao top 100 mundial. Ao português juntam-se ainda o costa-riquenho Noe Mar McGonagle, o brasileiro Rafael Teixeira, o indonésio Oney Anwar e o australiano Mitch Crews.

    Embora não sejam top seeds, também Henrique Pyrrait e Pedro Coelho vão estar em ação em Port Elizabeth. Mas antes disso também vão competir no Jordy Smith Cape Town Surf Pro pres by O'Neill, um QS1000 que se disputa entre 15 e 17 de junho. Até lá vão estar em J-Bay a desfrutar do free surf na mítica direita sul-africana.

    Entretanto, já é conhecida a lista de inscritos para o Ballito Pro e a armada lusa apenas conseguiu colocar dois surfistas dentro deste QS10000. Apesar de pertencer ao World Tour, Frederico Morais vai estar em ação na África do Sul, sendo por isso um dos principais top seeds do evento. O outro representante nacional é Vasco Ribeiro.

    Destaque ainda para a presença de Tomás Fernandes na lista de inscritos, mas como alternate. O facto de ter 23 surfistas ainda à sua frente, faz antever que a tarefa de entrar no evento seja bastante complicada para o jovem surfista da Ericeira.

    Outra possibilidade seria a atribuição de um wildcard da WSL a Miguel Blanco, por exemplo, depois da boa prestação no arranque de temporada do WQS, que o colocou à porta do top 50 mundial, mas os wildcards já estão a ser entregues a outros surfistas – o japonês Hiroto Ohhara e o australiano Reef Heazlewood foram os premiados.

    Já no circuito feminino, as atenções vão estar viradas para o México, onde de 13 a 17 de junho se realiza mais um QS6000. Teresa Bonvalot e Carol Henrique terão entrada direta para a 3.ª ronda deste Los Cabos Open of Surf, com Camilla Kemp a entrar na 2.ª ronda e Mariana Assis na ronda inaugural.

    Este campeonato mexicano é marcado pela presença de 10 surfistas da elite mundial feminina, com destaque para a (agora) brasileira Tatiana Weston-Webb, da rookie norte-americana Caroline Marks ou da havaiana Malia Manuel. No entanto, a maior notícia é o regresso à competição de Alana Blanchard após ter sido mãe – recebeu um wildcard da WSL.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram