Homepage

  • Kirra Pinkerton, “next big thing” dos States
    14 junho 2018
    arrow
  • Depois de Caroline Marks em 2017, será que os Estados Unidos vão colocar mais uma jovem grom entre a elite mundial feminina?
  • Tem apenas 15 anos, mas já surfa como as melhores e promete chegar brevemente ao topo do surf mundial. Esta quarta-feira venceu a prova júnior do Los Cabos Open of Surf. Até aqui nada demais, ou não fosse esta a terceira vitória consecutiva de Kirra Pinkerton no disputado Pro Junior norte-americano.

    Kirra venceu a prova final do circuito em 2017, nos Barbados, e abriu 2018 com dois triunfos. O primeiro em Cocoa Beach, na terra do rei Kelly Slater, e agora no México. Depois de dois anos seguidos a terminar como número 5 entre as melhores juniores da América do Norte, agora Pinkerton lidera o ranking destacada.

    Mas nem só a nível júnior se tem destacado a jovem californiana, natural da fábrica de talentos de San Clemente. Pinkerton estreou-se aos 11 anos no circuito WQS e conseguiu logo passar uma ronda no QS6000 de Oceanside. Os primeiros resultados dignos de registo vieram mais tarde. Primeiro com um 7.º posto num QS1000 em Huntington Beach, em 2016, e no ano passado com uma excelente perna europeia, onde foi 2.ª no QS15000 de Lacanau e 5.ª no de Anglet.

    Este ano entrou com tudo, limpando o Pro Júnior e dando nas vistas novamente no WQS. A um 9.º lugar no QS6000 de Newcastle, na Austrália, juntou mais 17.º posto no QS6000 de Sydney e mais um 9.º posto, desta feita no QS3000 de Barbados. Depois de ter terminado 2017 como top 50 mundial, Kirra Pinkerton é atualmente a número 26 do ranking e, após um brilharete na prova júnior, pode subir ainda mais, caso brilhe neste QS6000 de Los Cabos, onde se estreia na 2.ª ronda.

    Mais recentemente, Kirra Pinkerton foi a adversária da bicampeã nacional Carol Henrique na final dos trials do Corona Bali Pro, com a surfista portuguesa a levar a melhor. Foi por pouco que Kirra não fez a estreia entre a elite mundial feminina, mas mais oportunidades não deverão faltar à jovem estrela norte-americana.

    Apesar do incrível momento que atravessa, Kirra mantém as expectativas baixas, não exagerando nos objetivos. “Espero que este ano consiga vencer o título júnior da América do Norte. Tive um bom início de ano, melhor do que aquilo que estava à espera. Agora, só quero manter-me assim e tentar a minha oportunidade no Mundial de Juniores”, afirmou a jovem sensação norte-americana, após o recente triunfo nas ondas mexicanas de Zippers Beach, ela que no ano passado só foi travada nos quartos-de-final do Mundial pela taitiana Vahine Fierro, que depois se sagraria campeã mundial júnior.

    Já poucos duvidam que Kirra Pinkerton é a nova revelação do surf norte-americano e a “the next big thing” dos States, afirmando-se como a sucessora de Caroline Marks, jovem que tem apenas mais um ano e que no ano passado garantiu a qualificação para o Women’s World Tour, onde tem surpreendido tudo e todos.

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf! 

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

Galeria