Homepage

  • CMMatosinhos reage à notícia de poluição e nega tudo
    11 janeiro 2018
    arrow
    arrow
  • A Câmara Municipal de Matosinhos espera que a 'verdade' seja reposta...
  • Na sequência da notícia publicada a 9 de Janeiro sobre a poluição que se tem deparado nas praias do Litoral Norte, a Câmara Municipal de Matosinhos contactou a redação do Beachcam.pt a fim de se esclarecer em relação a este assunto.

    De relembrar que a Surfrider Foundation é uma instituição independente com representação em Bruxelas (União Europeia) e que tem laboratórios homologados pela AEA (Agência Europeia do Ambiente).

    Cumprindo o Direito de Resposta, fiquem com a opinião da CM Matosinhos:

    "Caros senhores:

    Publicou esse site uma notícia relativa à qualidade da água na praia de Matosinhos, tendo por base um vídeo de um surfista captado, conforme se pode perceber nas imagens, num outro concelho do Grande Porto (e não em Matosinhos). Segundo informações recolhidas junto da Agência Portuguesa do Ambiente, estes episódios foram verificados, isso sim, nas praias de Espinho, Gaia e Póvoa do Varzim.

    A alegada presença de animais mortos a boiar nas águas, relatada na notícia supracitada, não foi por nós constatada em nenhum momento, nem tem sido reportada à CMM.

    Todavia, tratando-se de uma praia urbana e localizada junto à foz de dois rios, é verosímil que tal situação possa ocorrer pontualmente. Ainda recentemente, recordamos, desaguaram na praia de Matosinhos as cinzas resultantes dos fogos florestais do verão, trazidas pelo caudal do rio Douro.

    Ainda assim, o texto e o url da notícia referem incompreensivelmente, e de modo leviano, o concelho de Matosinhos (http://beachcam.meo.pt/newsroom/2018/01/praia-de-matosinhos-devia-ser-interditada/), colocando em causa a qualidade de um recurso fundamental para a economia do concelho de Matosinhos.

    É também, por isso, completamente extemporânea a petição ali referida, tanto mais que a mesma está relacionada com as obras da ETAR de Matosinhos, as quais estão concluídas há meses.

    A notícia refere ainda o resultado de uma suposta “análise às águas das Praias de Matosinhos” efetuada por uma organização denominada “Surfrider Foundation”, a qual alerta para um alegado problema de saúde pública que não tem qualquer relação com a realidade. A Câmara Municipal de Matosinhos gostaria, por isso, de esclarecer que:

    1. Ignora em que condições a referida análise terá sido efetuada, ou se cumpriu os protolocos científicos adequados. Sublinhamos, porém, a referência, no link correspondente, ao facto de a suposta recolha ter sido “realizada num período de elevada pluviosidade”, passível, portanto, de alterar as normais condições de descarga do rios que desaguam nas imediações da praia.

    2. A situação descrita não tem qualquer correspondência com os resultados da monotorização que, desde 2016, a CMM e a Agência Portuguesa do Ambiente têm mantido em permanência nesta e noutras praias do concelho, conforme previsto no âmbito do plano de monitorização da construção do tratamento secundário da ETAR de Matosinhos . Foram efetuadas, refira-se, 3 recolhas de amostras por semana, daqui resultando um total de 180 análises realizadas na praia de Matosinhos.

    3. De acordo com as análises efetuadas às águas balneares nos últimos quatro anos pela Agência Portuguesa do Ambiente, a água da praia de Matosinhos obteve a classificação de “Excelente”, podendo inclusivamente ser candidatada à Bandeira Azul.

    A Câmara Municipal de Matosinhos espera, assim, que este esclarecimento possa contribuir para repor a verdade e afastar o alarme injustificado que a v/ notícia possa ter gerado entre os praticantes de surf e a população em geral.

    Com os melhores cumprimentos,

    Jorge Marmelo"

     

    Como podem constatar, esta justificação não caiu nada bem entre os utilizadores daquela praia, bem como dos próprios munícipes. Comprovem vocês mesmos pela caixa de comentários do comunicado: 

     

     

    Tenham atenção e tomem as devidas precauções nas praias que frequentam. E continuem a denunciar estes casos.

    Boas ondas!

     

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Visita a nossa Loja Online, encontras tudo o que precisas para elevar o teu nível de surf!

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Fotos: Praia de Matosinhos sem e com as alegadas cinzas dos incêndios

    Olhares e Meteo.PT

     

Tags
  • Matosinhos
  • Câmara Municipal de Matosinhos
  • Porto
  • Praia Internacional do Porto
  • Poluição
  • Bactérias
  • Água
  • Surfrider Foundation
  • Jorge Marmelo
  • Beachcam
  • Poluição marinha
  • Petróleo
  • Rio Douro
pub
similar News
similar
janeiro 20
Campeonato do Mundo de Longboard já arrancou
janeiro 19
Report de ondas para o fim de semana!
janeiro 19
A nata do surf/bodyboard Nacional por Peniche
janeiro 19
Encontrados os 'Heróis' que salvaram criança
janeiro 19
Foca bebé deu à praia no Norte
janeiro 18
Bodyboard ganha dimensões na Caparica!
janeiro 18
Matosinhos e Gaia no top3 dos mais poluidores