Homepage

  • Mineirinho regressa às conquistas no Rio
    18 maio 2017
    arrow
    arrow
  • É assim um regresso de saudar do bom velho Mineiro
  • Adriano de Souza conquistou esta quarta-feira o Oi Rio Pro, a quarta etapa do World Tour de 2017, para gaudio dos milhares de brasileiros que invadiram o areal da praia de Itaúna, em Saquarema. Mineiro deu sequência à boa forma que já tinha mostrado nos primeiros dias do evento e dominou completamente a concorrência no dia final, acabando por conquistar um título inteiramente justo.

    Se de futebol estivéssemos a falar, diríamos que foi uma goleada das antigas. Um triunfo sem espinhas, que não deu qualquer hipótese a quem sequer ousou pensar em discutir o triunfo com ele. Adriano voltou a mostrar uma fibra de campeão que já não víamos desde o título e campeão que conquistou em 2015, ele que já não vencia uma etapa desde o Pipe Masters desse mesmo ano.

    É assim um regresso de saudar do bom velho Mineiro. Para a história fica um domínio arrebatador, que quase nos faz esquecer que houve alguém a disputar a final com ele. O australiano Ace Buchan fez a honra dos goofys em Saquarema, eles que partiam como favoritos, e após um trajeto "silencioso" até à final, fez a melhor performance no heat decisivo. Mas nem isso chegou para parar o brasileiro.

    Mineiro não caiu nas repescagens e a partir da quarta ronda fez scores sempre acima dos 17 pontos, alcançando ainda quatro notas acima de 9 pontos até à final. Começou o último dia do evento a dar combinação a Joel Parkinson nos quartos-de-final. Foi o único capaz de travar o jovem wild-card Yago Dora, a grande sensação do campeonato, ficando a pouco de mais uma combinação nas meias-finais. E na final somou 17,63 pontos, com um 9,80 a segunda melhor onda do evento – a melhor foi um 9,83 e também foi dele.

    Subiu ao lugar mais alto do pódio por apenas 40 centésimos, fruto de uma brilhante prestação de Ace Buchan, é verdade. Mas não é menos verdade que essa diferença não reflete a supremacia exibida ao longo do evento. E se não teve de ultrapassar adversário de maior gabarito, foi porque eles não tiveram capacidade de chegar à fase das decisões, acusando a pressão e claudicando em momentos chaves.

    Foi assim com Julian Wilson na quinta ronda, levando uma sova das antigas de Jordy. O sul-africano acabou também ele por sofrer desse mal, quando perdeu para Buchan nos quartos-de-final, falhando o assalto à liderança. Medina e Fanning foram sendo surpreendidos por Dora, na 5.ª ronda e quartos-de-final respetivamente. E Owen Wright, que era o último com hipótese de passar John John no ranking, perdeu para Matt Wilkinson nos quartos-de-final.

    Com tanta escorregadela, Adriano colou-se aos da frente e lançou uma emocionante corrida pela liderança do ranking, que terá um novo capítulo nas Fiji. John John segurou a lycra amarela, após uma etapa onde Yago Dora criou imensos estragos entre os favoritos, para azar e sorte do havaiano. Mineiro, Jordy e Owen seguem a apenas 350 pontos. Todos eles já venceram evento e já deixam o quinto, Matt Wilkinson, a quase 8 mil pontos de distância, parecendo afirmar-se como os candidatos ao título nesta altura do ano.

    Com Toledo banido pela WSL da etapa das Fiji, devido ao comportamento que teve para com os juízes quando foi eliminado, e com Medina (10.º classificado, a 12 mil pontos de John John), Fanning (11.º), Julian (13.º) e com Kelly Slater (18.º, em igualdade com Frederico Morais) em baixo de forma, é possível que o próximo campeão mundial venha deste grupo de quatro surfistas. E embora John John Florence vá líder para as etapas que domina, é Adriano quem leva maior motivação e "momentum" consigo.

    Oi Rio Pro Men’s Final Results:
    1 - Adriano de Souza (BRA) 17.63
    2 - Adrian Buchan (AUS) 17.23

    Oi Rio Pro Men’s Semifinal Results:
    SF 1: Adriano de Souza (BRA) 17.97 def. Yago Dora (BRA) 11.97
    SF 2: Adrian Buchan (AUS) 16.97 def. Matt Wilkinson (AUS) 11.60

    2017 WSL Men’s Jeep Leaderboard (After Oi Rio Pro):
    1 - John John Florence (HAW) 24,750 points
    2 - Jordy Smith (ZAF) 24,400 points
    2 - Adriano de Souza (BRA) 24,400 points
    2 - Owen Wright (AUS) 24,400 points
    5 - Matt Wilkinson (AUS) 16,750 points

    Para acompanhar e confirmar live, os dados sobre o estado do mar, pode usufruir da nossa rede de livecams e reports preparada para essa finalidade.

    Segue o Beachcam.pt no Instagram

    Notícia dos nossos amigos da SurfPortugal

Tags
  • surf
  • World Surf League
  • Oi Rio Pro
  • Adriano de Souza
  • Adrian Buchan
  • Surfportugal
  • Brasil
  • Rio de Janeiro
  • Yago Dora
pub
similar News
similar
fevereiro 16
Depois da tempestade, vem aí a bonança!
fevereiro 16
Surfista de 14 anos lesiona-se nas partes íntimas
fevereiro 16
Trânsito condicionado em Carcavelos nos próximos meses
fevereiro 15
Nazaré vai receber 'Ondas Muito Grandes' esta sexta!
fevereiro 15
Portugal ultrapassa os 20 milhões de turistas
fevereiro 15
FPS promove novo Curso de Treinadores de Surfing
fevereiro 15
Vasco Ribeiro prestes a arrancar para a Austrália